Em educacao / guias

Manejo de Risco: conheça a técnica de Position Sizing desenvolvida por Ruschel

Sócio da Leandro & Stormer destrincha seu método de controle de risco, fundamentado na volatilidade do mercado

SÃO PAULO - Parte fundamental de um sistema operacional, o stop loss e o Position Sizing são os únicos parâmetros que o trader tem controle em sua operação, partindo do pressuposto lógico que não há método no mundo que consiga prever o futuro.

Apoiado nesta metodologia, o projeto Manejo de Risco vai mais uma vez explorar as alternativas de controle de risco existentes no mercado. Mas, diferente das últimas edições, vamos dissecar a técnica desenvolvida por um dos traders mais conhecidos pelos investidores brasileiros – Leandro Ruschel, instrutor e sócio da Leandro & Stormer.

Em mais de uma década operando no mercado, Ruschel testou, criou e otimizou diversos sistemas de trade, até encontrar um setup para swing trade que utiliza atualmente, baseado em identificar tendência, indicadores técnicos como sinais de entrada e volatilidade para a estratégia de saída, que será o assunto principal desta matéria.

Volatilidade como medida de risco
Em seu sistema, Ruschel utiliza uma das medidas mais consagradas quando falamos de risco – desvio padrão da rentabilidade histórica. Em miúdos, o trader combina volatilidade histórica anualizada a uma média.

“Precisamos saber qual é a média de oscilação desse mercado e se essas variações diárias de preço são dispersas ou não. A volatilidade histórica faz esse papel. Pegamos um determinado período de tempo, digamos 21 dias, e calculamos a média de oscilação diária que o ativo faz, além do seu desvio padrão. O resultado é anualizado. Com isso, podemos comparar diversos ativos e identificar quais são aqueles com maior potencial de oscilação”.

Através deste instrumental, o sócio da Leandro & Stormer consegue “definir a distância exata para o stop da operação e para o ponto de saída do trade como uma fração da volatilidade histórica. Ou seja, é uma ferramenta muito importante dentro do meu sistema de trades”.

Destrinchando a metodologia
Caso um dos seus sistemas aponte uma operação de tendência, Ruschel inicia o swing trade definindo qual o ponto de entrada do papel e a volatilidade histórica do papel, requisitos fundamentais para calcular o stop loss e o Position Sizing.

Mas, antes disso, vale ressaltar os critérios utilizados pelo sócio da Leandro & Stormer para definir uma tendência. É necessário que existam pelo menos três fatores para operar a favor da tendência:

  • Preços acima da média móvel de 21 dias;
  • Topos e fundos ascendentes;
  • Média móvel de 21 dias ascendente;
  • Média móvel de 21 dias ascendente acima da média móvel de 50 dias ascendente;
  • Média móvel de 50 dias ascendente acima da média móvel de 200 dias ascendente

A partir daí, são criadas mais três regras:

  • 3 critérios atendidos = 50% do risco
  • 4 critérios atendidos = 75% do risco
  • 5 critérios atendidos = 100% do risco

Vamos supor que o papel INFO3 atendeu os cinco critérios de tendência. Neste caso, é possível alocar 100% do risco no Position Sizing desta operação. Sendo assim, com R$ 100.000 em carteira, o investidor poderá expor, a princípio, 2% deste total (R$ 2.000) para a compra de INFO3.

Neste dia, a ação fechou o pregão a R$ 26,20, que, consequentemente, será o ponto de entrada da operação. Utilizando um stop gráfico, o ponto de saída do trade será em R$ 24,90. Além disso, no fechamento deste pregão, a volatilidade histórica média registrada pelo ativo era de 26,70%.

Com todas estas informações, podemos criar uma primeira tabela para calcular o Position Sizing da operação, conforme o método desenvolvido por Ruschel:

Grau da Tendência 5
Ponto de Entrada R$ 26,20
Stop Loss R$ 24,90
Volatilidade Média 26,70%

A partir destes dados, é possível calcular o risco da operação, que nada mais é do que a diferença entre o Ponto de Entrada e o Stop Loss, como a razão entre Ponto de Entrada e Stop loss frente à volatilidade média, que será utilizada como Parâmetro da posição:

Grau da Tendência 5
Ponto de Entrada R$ 26,20
Stop Loss R$ 24,90
Volatilidade Média 26,70%
Risco da operação R$ 1,30
Risco da operação (%) 4,96%
(Ponto de Entrada/Stop Loss) -1 5,22%
Distância Percentual – Parâmetro 19,55%*

*5,22%/26,70%

Parametrizando o Position Sizing
Com esses números, Ruschel, através do seu método, determina os Parâmetros da operação, pelos quais irá definir se alocará todo seu risco ou metade dele. No caso da INFO3, calcular o Position Sizing com exposição de R$ 2.000 ou R$ 1.000.

Para isso, são definidas três regras iniciais:

  • Até 15% de volatilidade média – entrar com posição completa
  • Até 30% de volatilidade média – entrar com metade da posição
  • Volatilidade média maior que 30% - não operar

Atendendo os requisitos primários, filtra-se o Position Sizing pela Distância Percentual, a fim de incorporar no cálculo o ponto de entrada e o stop loss, que são os pontos-chave do trade:

  • Distância Percentual ≤ 15% - entrar com posição completa
  • 30% ≤ Distância Percentual > 15% - entrar com metade da posição

No nosso trade com INFO3, a operação encaixa-se no segundo critério, ou seja, vamos iniciar a compra utilizando R$ 1.000 como parâmetro do Position Sizing, que será calculado pela divisão entre Exposição ao Risco e Risco da Operação, sempre arredondando o número para baixo, para não operar no mercado fracionário e ser conservador:

Grau da Tendência 5
Ponto de Entrada R$ 26,20
Stop Loss R$ 24,90
Volatilidade Média 26,70%
Risco da operação R$ 1,30
Risco da operação (%) 4,96%
Ponto de Entrada/Stop Loss 5,22%
Distância Percentual – Parâmetro 19,55%*
Exposição ao Risco R$ 1.000
Position Sizing 700 ações
Ações Operadas – Total Gasto** R$ 18.340,00
Percentual alocado da carteira 18,34%

*5,22%/26,70%
**Sem inclusão de taxas

Portanto, caso o stop de compra (R$ 26,20) seja acionado no próximo pregão, compraremos 700 ações pelo preço de R$ 18.340, alocando, respectivamente, 18,34% do total da nossa carteira de R$ 100.000. É importante ressaltar que neste tipo de operação, o trader tem a opção de limitar sua exposição pelo método de Operação por Blocos, alternativa recomendada por Ruschel.

Dentro da operação
Na abertura do pregão seguinte, a ordem de compra de 700 ações de INFO3 a R$ 26,20 é exercida e estamos na operação. Pelo seu método operacional, Ruschel sugere a realização parcial dos lucros quando o preço alcançar o Ponto de Entrada + Risco. Neste caso, venderia 400 ações pelo preço de R$ 27,50, embolsando R$ 11.000 (sem taxas inclusas).

A partir deste ponto (R$ 27,50), o sócio da Leandro & Stormer sobe seu stop loss para o ponto de entrada, para sair com risco zero. Ao avançar dos dias, ele vai subindo seu stop para a mínima do candle, até ser exercido.

Outra possibilidade é ajustar o stop loss por um Trailing Stop, como ATR ou SAR, a fim de acompanhar o trade um pouco mais distante do preço, mas isso vai do sistema operacional de cada trader.

Estratégia à parte, o importante é destacar a importância dedicada por Ruschel para elaborar uma estratégia de controle de risco adaptativa ao seu método operacional e demonstrar como um dos mais reconhecidos traders do País trata deste aspecto.

 

Contato