Em educacao / guias

Análise técnica: cansado de operar falsos rompimentos? Trix pode ser a solução

Indicador busca momento de compra e venda através do resultado de uma tripla média móvel exponencial

SÃO PAULO - O avanço computacional ao longo dos últimos anos e a aceitação cada vez maior da análise técnica entre os investidores brasileiros abriu espaço para um novo nicho de mercado, especializado em elaborar softwares com inúmeros aplicativos e estudos gráficos.

Entre a gama oferecida, como MACD, ADX e IFR, os indicadores de momento talvez sejam os mais procurados pelos investidores, pois oferecem, teoricamente, o timing de compra e venda dos ativos.

Baseados majoritariamente nas oscilações das médias móveis, os indicadores de momento fornecem informações importantes sobre possíveis reversões de mercado e ajudam o investidor na confirmação de rompimentos de resistências e padrões gráficos.

Contudo, quando utilizados, os indicadores costumam pecar ao fornecer uma série de sinais falsos, caindo na desgraça dos investidores. A fim de minimizar este risco, Jack Hutson elaborou nos anos 1980 o Trix (Triple Exponential), resultado de uma tripla média móvel exponencial*.

Trix
Sendo um indicador de momento, o Trix oscila entre um eixo zero, que serve como delimitador para indicar o início de uma nova tendência. Como dito, o oscilador é resultado da variação percentual de três médias móveis de um mesmo período, como mostra o cálculo:

  1. Calcula-se a média móvel exponencial de n dias (MME1) com base no fechamento.
  2. Calcula-se outra média móvel exponencial para o mesmo período utilizando a MME1 (MME2).
  3. Calcula-se outra média móvel exponencial para o mesmo período utilizando a MME2 (MME3).
  4. Para finalizar, calcula-se a diferença percentual entre os preços de n em relação ao dia anterior (n-1), utilizando a MME3.
  5. O resultado é uma tripla média móvel exponencial.

Aparentemente complexa, a formulação do Trix é a principal característica positiva do indicador. O filtro de três médias móveis exponenciais aproxima muito mais o oscilador do preço à vista, uma vez que pondera por três oportunidades os valores mais recentes.

Deste modo, ele torna-se mais fiel à tendência média do mercado e elimina as oscilações bruscas que podem afetar a interpretação do movimento. Apesar das vantagens, é recomendado utilizá-lo sempre acompanhado com um outro indicador de tendência, para minimizar os falsos movimentos.

Antecipando os movimentos
Popular entre os analistas técnicos, o Trix pode ser encontrado na maioria das plataformas disponíveis no mercado. Uma vez plotado no gráfico, o investidor tem a opção de escolher a forma na qual o oscilador será apresentado, sendo por uma linha ou histograma, como exemplificado através do Ibovespa:

Neste caso, os sinais são dados conforme o cruzamento do Trix em relação ao eixo zero. Caso passe a oscilar acima do delimitador, indica compra, enquanto movimentos abaixo sinalizam venda.

Outra maneira de utilizar o Trix é combinando-o com uma média móvel de curtíssimo prazo (5 – 8 períodos, por exemplo) como uma linha de sinal de compra e venda. O cruzamento para cima do indicador em razão da média móvel sinalizará compra, enquanto o inverso deixa um sinal de venda.

Contudo, o investidor deve ficar atento ao utilizar este método, pois pode gerar mais sinais falsos de rompimento em relação à primeira sugestão. Outra alternativa é trabalhar com as divergências de preço ante a tendência do indicador, que costuma ser um bom termômetro para as operações.

Pontos importantes
Antes de utilizar o Trix como base de sua estratégia, recomenda-se simular o resultado através de backtesting, e, se possível, por meio de um Portfólio Backtesting, a fim de testar a eficiência do indicador com base no histórico de preços do mercado.

Além disso, vale sempre lembrar que toda operação deve ser subsidiada por um controle de risco adequado, a fim de evitar prejuízos exponenciais ao patrimônio. Caso o Trix se encaixe ao modelo, ou seja, eleve a probabilidade de lucro, não tenha dúvidas em utilizá-lo para operar e bons ganhos!

*média que dá maior peso aos valores mais recentes da amostra na execução do cálculo.

 

Contato