Em educacao / guias

Diversifique melhor sua carteira de investimentos com a Fórmula de Kelly

Abordagem matemática fornece ao trader o percentual ideal do tamanho da posição conforme a estratégia adotada

SÃO PAULO - No último “Manejo de Risco”, o consultor do CHR Investor, Christian Cayre, abordou os métodos Martingale e Antimartingale, a fim de demonstrar ao investidor uma maneira para diminuir a exposição ao risco em razão dos lucros auferidos no mercado, como também citou um processo que “ajudará a encontrar o percentual ótimo de capital a investir”.

Em 1956, John Kelly, a pedido da AT&T, analisou os ruídos das chamadas de longa distância nos Estados Unidos para otimizar o serviço da companhia. Através de métodos probabilísticos, compilados no artigo A New Interpretation of Information Rate, o físico chegou na famosa Fórmula de Kelly, incorporada logo em seguida por jogadores de cassinos e no mercado financeiro como manejo de risco.

A fórmula já adaptada ao mundo dos trades leva em conta a probabilidade de ganhos da amostra (W) e a média histórica entre os lucros e os prejuízos auferidos (R), como assim representado:

Assumindo uma simulação através do método Antimartingale, exposta na matéria passada, com resultado a favor do trader (2 trades lucrativos contra 1 trade com prejuízo), podemos chegar ao seguinte resultado:

Ou seja, um percentual de 58%.

Interpretando o resultado
O percentual obtido representa, em tese, o tamanho da posição que o trader deverá se expor conforme a estratégia utilizada para aquela ocasião. É importante lembrar que a simulação sugere uma alta exposição à renda variável, não necessariamente uma regra no mundo real.

“Em resumo, Kelly nos deu uma abordagem matemática capaz de definir o melhor percentual de risco a ser adotado em uma carteira visando maximizar os lucros”, afirma o consultor do CHR Investor.

A Fórmula de Kelly ajudará o trader a diversificar melhor seu portfólio de investimentos, mas é importante ter em mente que a proposta é alocar de maneira eficiente o capital conforme a estratégia adotada pelo trader, não definir ponta de compra ou de venda, por exemplo.

Portanto...
A mescla entre estratégias de gerenciamento de risco e análise técnica pode ser uma boa alternativa ao investidor, pois, com os respectivos instrumentais, o trader poderá definir pontos de entradas conforme a dinâmica do mercado e proteger seu capital.

 

Contato