Mais um passo

Resultados da fase 3 da vacina da Pfizer são enviados à Anvisa

Procedimento não é um pedido de registro ou de uso emergencial, mas sinaliza mais uma etapa no processo de aprovação da vacina

arrow_forwardMais sobre
Getty Images

SÃO PAULO – A Agência Nacional de Vigilância (Anvisa) informou que a farmacêutica norte-americana Pfizer enviou os dados da fase 3 dos testes da sua vacina contra a Covid-19, feita em parceria com a BioNTech, nesta quarta-feira (15).

No site da agência, há um quadro geral de informações sobre as vacinas que mostra o recebimento dos documentos e indica que estão “em análise”.

Na prática, esse envio de documentos não significa que a Pfizer pediu o registro do produto no país ou a autorização de uso emergencial. O chamado processo de submissão contínua busca acelerar o trâmite e preparar o terreno para uma solicitação futura.

O procedimento é previsto pela agência para agilizar o recebimento de dados das empresas fabricantes de vacinas. Inclusive, a Pfizer já havia iniciado o processo com outra remessa de documentos.

Por esse caminho, as empresas não precisam juntar todos os documentos para apresentá-los de uma vez só à Anvisa, como normalmente ocorre, podem ir enviando por etapas. Apesar de não ser um pedido de registro ou uso emergencial, significa que a empresa deu mais um passo em direção à aprovação da vacina. De qualquer maneira, ainda há um caminho a ser percorrido até a vacina chegar ao público em geral.

No Brasil, cerca de 2,9 mil voluntários participam dos testes da vacina da Pfizer, que já apresentou eficácia de 95%. O governo federal negocia a compra de 70 milhões de doses da vacina.

Quer receber aluguel sem ter imóvel? Thomaz Merluzzi, estrategista de Fundos Imobiliários da XP, oferece treinamento gratuito para quem busca uma fonte de renda passiva – inscreva-se já!