Preços de importados nos EUA têm queda inesperada em maio

Preços caíram 0,4% no mês passado, após alta de 0,9% em abril, na primeira queda desde dezembro; expectativa de analistas era de alta de 0,1% no mês

Reuters

Porto de Oakland, nos EUA (Foto:/Ann Saphir/Reuters)
Porto de Oakland, nos EUA (Foto:/Ann Saphir/Reuters)

Publicidade

Washington (Reuters) – Os preços de produtos importados nos Estados Unidos caíram inesperadamente em maio em meio aos valores mais baixos da energia, dando outro impulso às perspectivas mais brandas de inflação doméstica.


Os preços de importados caíram 0,4% no mês passado, após alta de 0,9% em abril, informou o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira. Essa foi a primeira queda desde dezembro.


Economistas consultados pela Reuters esperavam que os preços de importados, que excluem as tarifas, tivessem um aumento de 0,1%. Nos 12 meses até maio, os preços aumentaram 1,1%, igualando o aumento de abril.

Continua depois da publicidade


Dados desta semana mostraram uma inflação controlada em maio, com a queda dos preços de energia.

 

Na quarta-feira, o Federal Reserve manteve sua taxa de juros de referência na faixa atual de 5,25% a 5,50%, onde está desde julho passado.

Continua depois da publicidade


As autoridades do banco central dos EUA adiaram o início dos cortes nos juros para talvez dezembro, projetando apenas uma única redução de 0,25 ponto percentual para este ano.


Economistas e os mercados financeiros continuam otimistas de que o Fed iniciará seu ciclo de afrouxamento em setembro e reduzirá os custos dos empréstimos duas vezes.