Dados menos expressivos

PMIs da zona do euro sugerem que recuperação não será em forma de ‘V’, avalia ING

De acordo com a ING, a rápida recuperação da zona do euro está perdendo força durante os meses de verão

arrow_forwardMais sobre
união europeia fronteiras europa arame farpado imigração
(Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

Os últimos números de atividade econômica da zona do euro sugerem que a recuperação da região após o choque inicial do novo coronavírus não será em forma de “V”, segundo avaliação da ING Economics. O chamado PMI composto da zona do euro caiu de 54,9 em julho para 51,6 em agosto, ficando bem abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal.

De acordo com a ING, a rápida recuperação da zona do euro está perdendo força durante os meses de verão e os efeitos positivos da reabertura econômica após o “lockdown” motivado pela covid-19 estão desaparecendo.

A ING ressaltou, em nota a clientes, que os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre serão muito positivos porque a base de comparação será artificialmente baixa, em função da economia sob “lockdown”.

Aprenda a investir na bolsa

Por esse motivo, a ING diz que mais importante é acompanhar o nível de atividade.

“À medida que os efeitos da reabertura forem diminuindo ao longo do trimestre, nós teremos uma boa ideia da lacuna entre a atividade econômica atual e a pré-vírus. Isso provavelmente mostrará que uma recuperação em forma de V não está a caminho, apesar de números muito fortes de crescimento no trimestre ante o anterior”, ponderou a ING.

Newsletter InfoMoney – Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.