Dados do gigante asiático

PMI composto da China recua de 55,3 para 54,0 em julho, diz S&P Global/Caixin

Divulgado no mesmo levantamento, o PMI de serviços subiu de 54,5 para 55,5 em julho. Já a atividade industrial teve queda no período.

Por  Estadão Conteúdo -

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China recuou de 55,3 em junho para 54,0 em julho, de acordo com pesquisa divulgada pela S&P Global e a Caixin Media. Acima da marca de 50, que separa a expansão da contração, o PMI permaneceu em território de crescimento pelo segundo mês seguido.

Divulgado no mesmo levantamento, o PMI de serviços subiu de 54,5 para 55,5 em julho. Já a atividade industrial teve queda no período.

Para Wang Zhe, economista do Caixin, “em geral, as restrições reduzidas para tentar conter a covid-19 facilitaram uma recuperação contínua da economia. O setor de serviços, que anteriormente foi atingido mais duramente pelos surtos do que o de fabricação apresentou melhora mais forte”, avalia.

“O terceiro trimestre será um período crucial para colocar a economia de volta nos trilhos”, projeta. “A indústria e os serviços melhoraram pelo segundo mês consecutivo em julho, embora a base tenha permanecido fraca. Como as autoridades deixaram claro que não haverá medidas ultra-massivas de estímulos, a implementação eficaz das políticas existentes é uma opção mais prática”, avalia Wang Zhe.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe