Mostrando contração

PMI composto da China cai de 43,9 em março para 37,2 em abril

A leitura refletiu perda de fôlego tanto na atividade industrial quanto em serviços; o PMI de serviços caiu de 42,0 em março para 36,2 em abril

Por  Estadão Conteúdo -

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China recuou a 37,2 em abril, ante 43,9 em março, de acordo com pesquisa divulgada pela S&P Global e a Caixin Media. A segunda taxa de contração mais acentuada na história da série, superada apenas pela observada em fevereiro de 2020.

A leitura refletiu perda de fôlego tanto na atividade industrial quanto em serviços. Divulgado no mesmo levantamento, o PMI de serviços caiu de 42,0 em março para 36,2 em abril.

A adoção de novas medidas restritivas para contenção da atual onda de Covid-19 no país foi a principal responsável pelo baixo desempenho dos índices no mês, segundo relatório da Caixin.

“Devido ao impacto dos surtos de covid, a oferta e a demanda nos setores industrial e de serviços caíram para seus níveis mais baixos desde fevereiro de 2020”, comentou Wang Zhe, economista sênior do Caixin Insight Group.

“A demanda estava sob pressão, a demanda externa se deteriorou, a oferta encolheu, as cadeias de suprimentos foram interrompidas, os prazos de entrega foram prolongados, trabalhos atrasados aumentaram, os trabalhadores tiveram dificuldade em retornar aos seus empregos, as pressões inflacionárias persistiram e a confiança do mercado permaneceu abaixo da média de longo prazo.”

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe