Pandemia

Pacheco defende mudança na política externa, mas diz que Bolsonaro é quem decide comando do Itamaraty

Segundo Pacheco, senadores manifestaram sua "frustração" com a política externa nas audiências com Araújo na véspera no Congresso

Rodrigo Pacheco (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), defendeu mudanças na política externa do país, mas ponderou que cabe ao presidente Jair Bolsonaro decidir se mantém ou retira o ministro Ernesto Araújo do comando do Itamaraty.

Segundo Pacheco, senadores manifestaram sua “frustração” com a política externa nas audiências com Araújo na véspera no Congresso, e prevalece entre parlamentares o entendimento que a diplomacia brasileira teve erros. Ele também afirmou que o Ministério das Relações Exteriores tem ficado aquém do desejado.

Receba o Barômetro do Poder e tenha acesso exclusivo às expectativas dos principais analistas de risco político do país.