Novas estimativas

Ministério da Economia prevê alta de 3,2% do PIB no ano, com inflação acima da meta

O ajuste na estimativa para o IPCA este ano foi expressivo, para 4,42%

arrow_forwardMais sobre

BRASÍLIA (Reuters) – O Ministério da Economia manteve sua projeção para a alta do Produto Interno Bruto em 2021 em 3,2%, mas elevou a estimativa para a inflação a 4,42%, acima do centro da meta, segundo boletim divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Política Econômica.

“As incertezas são elevadas com os desafios de enfrentamento à pandemia, mas deve-se considerar os indicadores no primeiro bimestre que apontam continuidade da recuperação da atividade econômica”, diz o documento, que destaca melhora nas expectativas de confiança de empresários e consumidores.

O ajuste na estimativa para o IPCA este ano foi expressivo – em novembro, a SPE previa uma alta de 3,23% em 2021 – e refletiu, segundo o boletim, a pressão dos preços dos alimentos.

A meta para este ano é de 3,75%, com uma margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Para o período 2022-2024, a projeção do ministério para a alta do PIB também não foi alterada, ficando em 2,5% ao ano, e a expectativa é de convergência da inflação para a meta.

Transformar a Bolsa de Valores em fonte recorrente de ganhos é possível. Assista a aula gratuita do Professor Su e descubra como.