Relatório do Banco Central

Mercado financeiro eleva projeção para a inflação pela 4ª semana e vê alta de 3,53% em 2021

Economistas consultados pelo BC estimam ainda um crescimento de 3,50% do PIB este ano e taxa Selic a 3,50% em dezembro

Coronavírus no Brasil (Fonte: Getty Images)

SÃO PAULO – Pela quarta semana consecutiva, o mercado financeiro revisou para cima as projeções para a inflação este ano, desta vez de 3,50% para 3,53%. Os dados constam no relatório Focus, divulgado pelo Banco Central na manhã desta segunda-feira (1).

As revisões para o indicador vêm sendo feitas em meio à alta dos preços. Em janeiro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial, registrou alta de 0,78% ante dezembro, o maior resultado para o período desde 2016.

Para 2021, as estimativas do mercado para o avanço do IPCA foram mantidas em alta de 3,50%.

Leia também:
“Não tem como entregar retorno no crédito privado sem prazo”, defendem gestores da SPX e Augme Capital

Com relação ao desempenho da economia brasileira, após o tombo em 2020 provocado pela pandemia, os economistas consultados pelo Focus estimam crescimento de 3,50% da atividade, ante 3,49% na semana passada. Para o próximo ano, a expectativa é de expansão de 2,50%, sem alterações em relação ao último levantamento.

Os demais indicadores do Focus também não tiveram alterações relevantes no levantamento desta semana.

O mercado vê a taxa Selic encerrando este ano em 3,50% e subindo para 5,00% ao fim de 2022. Já o dólar deve terminar dezembro negociado a R$ 5,01 (ante R$ 5,00) e o próximo, em R$ 5,00.

Quer ser trader e tem medo de começar? O InfoMoney te ajuda a chegar lá: participe do Full Trader, o maior projeto de formação de traders do Brasil e se torne um faixa preta em 3 meses – inscreva-se de graça!