Economia americana

Livro Bege mostra maior emprego com reabertura, mas em nível baixo nos EUA

O Livro Bege diz que as taxas de rotatividade no mercado de trabalho seguiam altas, com contatos reportando novas demissões

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

O Livro Bege do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) aponta que houve aumento nos empregos em quase todos os distritos dos Estados Unidos, com muitos negócios reabrindo ou ampliando sua atividade e relatos de ganhos em setores como o varejo e a hospitalidade.

“As folhas de pagamentos em todos os distritos, porém, estavam bem abaixo dos níveis pré-pandemia”, diz o documento, que traz um balanço sobre a economia do país e é usado para embasar as decisões de política monetária do Fed.

O Livro Bege diz que as taxas de rotatividade no mercado de trabalho seguiam altas, com contatos reportando novas demissões. “Os contatos em quase todos os distritos notavam a dificuldade de trazer de volta trabalhadores, por causa de preocupações com saúde, necessidade de cuidados com as crianças e os benefícios generosos de auxílio-desemprego”, afirma o relatório.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo o Livro Bege, muitos empregadores têm mantido seus funcionários com a ajuda do Programa de Proteção ao Salário (PPP, na sigla em inglês), mas, olhando adiante, dizem que “a força da demanda determinará se eles podem evitar demissões”.

Preços

O Livro Bege ainda afirma que os preços mudaram pouco em geral nos Estados Unidos. Houve, porém, relatos em vários distritos de que dificuldades nas cadeias de suprimento levaram a um aumento em preços para equipamentos de saúde e proteção usados para limitar a disseminação da covid-19.

Houve também relatos de aumento nos preços de alimentos e bebidas não alcoólicas, “particularmente da carne de boi”, diz o relatório, que faz um balanço da economia americana e é usado pelo Fed para embasar suas decisões de política monetária.

Segundo o Livro Bege, uma exceção no quadro geral nos preços foi o fato de que vários distritos informaram sobre altas em preços de veículos novos e usados, “que foram impulsionados pelos baixos estoques”.

Inscreva-se na EXPERT 2020 e acompanhe o maior evento de investimentos – Online e gratuito

PUBLICIDADE