Imprevistos

Janssen suspende envio de doses que aconteceria nesta terça; Saúde espera nova data ainda nesta semana

A vacina da Janssen é de dose única e tem 85% de eficácia na prevenção da forma severa da Covid-19, após 28 dias da data da aplicação

arrow_forwardMais sobre
Frascos rotulados como de vacina contra Covid-19 em frente ao logo da Johnson and Johnson em foto de ilustração 09/02/2021 REUTERS/Dado Ruvic
Frascos rotulados como de vacina contra Covid-19 em frente ao logo da Johnson & Johnson em foto de ilustração (REUTERS/Dado Ruvic)

SÃO PAULO – O Ministério da Saúde informou que a chegada das doses da vacina contra a Covid-19 da farmacêutica Janssen, braço da Johnson &Johnson, ao Brasil não se dará nesta terça-feira (15), como previsto inicialmente. Na última sexta-feira (11), a Food and Drug Administration (FDA), espécie de Anvisa americana, havia aprovado o envio do lote ao Brasil.

“A pasta aguarda confirmação da data por parte do laboratório, mas a expectativa é de que as doses cheguem ainda esta semana ao país em três remessas”, informou o Ministério da Saúde em nota. A pasta não informou o motivo da suspensão do envio das doses.

Na último sábado (12), o Ministério da Saúde informou que havia conseguido antecipar mais de 3 milhões de doses da vacina da Janssen. “O FDA aprovou o envio da doses da Janssen. E temos um ponto positivo: o fato de que essas doses têm um desconto de 25% em relação ao valor anteriormente acertado. E isso ocasiona uma economia de cerca de R$ 480 milhões”, destacou Marcelo Queiroga, ministro da Saúde.

De acordo com o ministro, o pagamento seria feito referente às doses que fossem efetivamente aplicadas. “Nós já informamos que essas doses têm um prazo de validade mais curto e, por conta disso, o Programa Nacional de Imunizações, decidiu que essas doses deveriam ser aplicadas nas capitais”, pontuou em nota.

A chegada desse lote antecipado gerou polêmica pelo prazo de validade datado para 27 de junho, mas o ministério da Saúde também havia informado que a Food and Drug Administration (FDA), Anvisa americana, aprovou a extensão do prazo de validade para até 8 de agosto. Porém, a ampliação do prazo precisa da validação da Anvisa, que está prevista para segunda-feira (14).

Eficácia da vacina

A vacina da Janssen é de dose única e tem 85% de eficácia, após 28 dias da data da aplicação na prevenção da forma severa da Covid-19 em todas as regiões em nas quais o estudo foi realizado.

Já nos casos em que a doença se apresentou de forma moderada, a eficácia foi de 66%. O estudo da vacina foi feito com 43.783 pessoas em oito países, incluindo o Brasil, de três continentes. Do total, 34% dos participantes têm mais de 60 anos de idade.

Segundo a Anvisa, a vacina contra Covid-19 da Janssen possui condições de armazenamento e transporte que permitem a distribuição dentro da infraestrutura e logística já existentes para medicamentos e vacinas no Brasil, o que facilita o transporte para todos os municípios do país.

Analista Wilson Neto apresenta os segredos das 5% das pessoas que são bem sucedidas no day trade. Inscreva-se no curso gratuito Desafio dos 5%.