Inflação ao consumidor (CPI) na zona do euro se mantém em 2,4% em abril

Na comparação mensal, a inflação na área da moeda comum em abril subiu 0,6%; a maior contribuição para a taxa de inflação anualizada veio dos serviços (3,7%)

Roberto de Lira

Preços de produtos em feira em Nantes, na França (Foto: Stephane Mahe/Reuters)
Preços de produtos em feira em Nantes, na França (Foto: Stephane Mahe/Reuters)

Publicidade

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro ficou em 2,4% em abril em termos anuais, patamar estável ante o nível de março, segundo dados preliminares do Eurostat, o serviço de estatísticas da União Europeia. Um ano antes, a taxa era de 7,0%. Na comparação mensal, a inflação de abril subiu 0,6%.

A inflação do mês ficou em linha com o consenso LSEG de analistas, que previa alta de 0,6% na leitura mensal e de 2,4% na anual.

Em abril, a  maior contribuição para a taxa de inflação na área da moeda comum veio dos serviços (3,7%), seguidos por alimentos, álcool e tabaco (2,8%) e bens industriais não energéticos (+0,9%). Os preços da energia recuaram 0,6%, na mesma comparação.

Continua depois da publicidade

As taxas anuais mais baixas foram registradas na Lituânia (0,4%), Dinamarca (0,5%) e Finlândia (0,6%). As taxas mais elevadas foram observadas na Romênia (6,2%), Bélgica (4,9%) e Croácia (4,7%).

Em comparação com março de 2024, a inflação homóloga caiu em quinze estados-membros, manteve-se estável em quatro e aumentou em oito.