IBC-Br cai 0,15% em março; expectativa era de queda de 0,30%

Em relação a março de 2022, o IBC-Br teve crescimento de 5,46%; no trimestre encerrado em março, o indicador subiu 2,41% ante o trimestre anterior

Roberto de Lira

(Getty Images)

Publicidade

O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), indicador que é considerado uma prévia de desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, caiu 0,15% em março na comparação com fevereiro, informou nesta sexta-feira (19) o Banco Central do Brasil. O consenso Refinitiv de analistas esperava uma queda maior, de 0,30% no índice mensal. Em fevereiro, o indicador foi revisado, de uma alta de 3,32% divulgada anteriormente, para  um crescimento de 2,53% ante janeiro.

Em relação a março de 2022, o IBC-Br teve crescimento de 5,46%.

No trimestre encerrado em março, o indicador subiu 2,41% ante o trimestre anterior. Em relação ao mesmo trimestre de 2022, houve alta de 3,81%.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Com os dados divulgados hoje, o IBC-Br acumula alta de3,31% em 12 meses.