Casos em análise

Hospital em SP separa laboratório para casos de reinfecção de Covid-19

Hospital das Clínicas de SP diz que os sintomas e testes positivos em períodos distintos podem ter sido causados por um vírus diferente, como o da gripe

arrow_forwardMais sobre
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - APRIL 01: Rio de Janeiro Federal University (UFRJ) Researcher Renata Magalhaes works on a development of coronavirus (COVID -19) testing program at the Cell Culture Engineering Laboratory (LECC), on April 01, 2020 in Rio de Janeiro, Brazil. The goal of the research is to isolate the coronavirus S- Protein and produce a new line of diagnostic tests to be used at hospitals and health clinics. According to the Ministry of health, as of today, Brazil has 6,836 confirmed cases infected with coronavirus (COVID-19) an at least 241 recorded fatalities. (Photo by Andre Coelho/Getty Images)
(Andre Coelho/Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

O Hospital das Clínicas de São Paulo está investigando sete casos de pacientes suspeitos de terem se reinfectado pelo novo coronavírus.

Segundo a instituição, vinculada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), um ambulatório foi separado exclusivamente para acompanhar esses possíveis casos. 

De acordo com o hospital, os sintomas e testes positivos em dois períodos distintos, apresentados pelos pacientes, podem ser explicados por uma segunda infecção, mas causada por um vírus diferente, como o da gripe.

Aprenda a investir na bolsa

No entanto, fragmentos inativos do novo coronavírus, remanescentes da primeira infecção, podem ter feito o teste dar positivo.

Também podem ser explicados pela longa permanência do novo coronavírus no corpo, com período de inatividade e posterior reativação, ou mesmo por uma possível reinfecção de covid-19.

“Para verificar essas e outras hipóteses, os pacientes estão sendo acompanhados, com a realização eventual de exames adicionais a fim de melhor entender esses casos”, destacou o hospital, em nota.

No última terça-feira (25), dois pacientes, um na Holanda e outro na Bélgica, foram confirmados como casos de reinfecção pelo novo coronavírus.

Um dia antes, cientistas de Hong Kong publicaram relatório a respeito de uma pessoa que foi reinfectada com uma linhagem diferente do vírus, quatro meses e meio depois de ser declarada recuperada da doença – a primeira reinfecção do tipo registrada.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.