Alta dos preços

Guedes reagiu de forma positiva à ideia de debate sobre o preço do querosene de aviação, diz presidente da Abear

Eduardo Sanovicz não adiantou as propostas do setor, mas afirmou que a precificação adotada pela Petrobras pode ser discutida

Por  Estadão Conteúdo -

Após uma reunião no Ministério da Economia, o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, afirmou que o ministro Paulo Guedes “reagiu de forma muito positiva” ao plano de instalação de uma mesa permanente de debate sobre o preço do querosene de aviação.

“O ministro reagiu de forma muito positiva a essa ideia e nós vamos construir isso. A sugestão do ministro Paulo Guedes foi de que esse tema seja colocado e que envolva o Ministério de Minas e Energia. Não tratamos de nenhum tipo de desoneração”, disse.

Sanovicz não quis adiantar que propostas o setor apresentará ao governo para reduzir o custo do combustível. Entretanto, ele afirmou que a forma de precificação e fórmula usada atualmente pela Petrobras pode ser debatida.

“Há um conjunto de possibilidades de debate envolvendo tudo que compõe esse preço, que não são se limitam aos tributos. Temos de discutir a forma de precificação, a fórmula de precificação”, disse.

Segundo ele, a política de preços da Petrobras é um dos temas que podem ser debatidos pelo governo e pelo setor. Sem entrar em detalhes, Sanovicz disse que parte da política pode ser revisada e é possível fazer uma comparação com o que é praticado pelo mercado internacional.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe