Coronavírus

Governo manda fechar todos os shoppings e academias da grande São Paulo

Os shoppings terão até o dia 23 de março para fechar as portas e as academias, até o dia 22

(Pixabay)

SÃO PAULO – O governador do estado de São Paulo, João Doria, anunciou em entrevista coletiva o fechamento de todos os shoppings e academias de ginástica da região metropolitana de São Paulo, onde há maior concentração de casos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A medida compreende shoppings de todos os portes, visa proteger funcionários e clientes e, neste momento, exclui as unidades do interior do estado.

Os shoppings terão até o dia 23 de março para fechar as portas, e as academias, até o dia 22. Todas as unidades devem ficar de portas fechadas até o dia 30 de abril – segundo o governador, profissionais da saúde estimam que o pico da doença localmente será no mês de abril.

Mais cedo, algumas redes de shoppings anunciaram horários diferenciados de operação por tempo limitado. Essa medida segue válida para as unidades fora da região metropolitana de SP.

PUBLICIDADE

Haverá também uma regulação de fluxo nas unidades do Detran e do Poupatempo, para diminuir o número de pessoas circulando nos locais. Eles não serão fechados totalmente por ora.

Outra medida anunciada foi uma parceria para que até mil farmácias privadas realizem a vacina contra o vírus influenza de forma gratuita na capital. A campanha de vacinação será antecipada para 23 de março por determinação do Ministério da Saúde.

Junto a operadoras de telefonia, o governo anunciou uma campanha de disparos de SMS com informações atualizadas e recomendações contra o coronavírus. Oi, Vivo, Tim e Claro irão disparar as mensagens para a sua base.

A Secretaria de Desenvolvimento regional iniciará uma comunicação eletrônica junto a prefeitos com boletins diários de ações preventivas e de contenção de contágio. Isso serve para não ser necessário ter reuniões presenciais com todos os prefeitos de São Paulo.

Por fim, o governador recomendou de forma “enfática” que pessoas com mais de 60 anos permaneçam em casa em qualquer situação, mesmo quando precisarem adquirir itens de necessidade. “Utilizem os serviços de delivery ou recorram a algum parente ou algum vizinho”, disse.

Ainda não há recomendação de fechamento de bares, restaurantes e outros tipos de estabelecimento comercial, mas o governador não descartou que isso mude com o avanço da situação. “Havendo necessidade de medidas mais duras, o governo de São Paulo não hesitará em adotar”.

Investimentos

PUBLICIDADE

Doria também acrescentou R$ 275 milhões aos investimentos destinados ao combate ao vírus, totalizando R$ 500 mil. Os recursos serão oferecidos como linhas de crédito principalmente a micro e pequenas de turismo, comércio e economia criativa, incluindo pequenos restaurantes através do Banco do Povo.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!