Em negociação

FMI pede ajuste que governo não quer aplicar, diz Argentina, que descarta default

Durante a coletiva, porta-voz do governo do país comentou que o debate sobre a negociação “abarca toda a sociedade” argentina

Por  Estadão Conteúdo -

Porta-voz do governo da Argentina, Gabriela Cerruti afirmou nesta quinta-feira, 6, que o Fundo Monetário Internacional (FMI) “pede um ajuste que o governo não está disposto a aplicar”.

A declaração foi dada durante entrevista coletiva, segundo a agência oficial Télam. A porta-voz ainda disse, porém, que o país “não entrará em default”.

Durante a coletiva, ela comentou que o debate sobre a negociação “abarca toda a sociedade” argentina.

Gabriela Cerruti ainda disse que a negociação com o FMI é feita com o “staff” do organismo internacional, “não com os Estados Unidos”, embora ela tenha reconhecido “o peso” do país na entidade, informou a agência.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui!

Compartilhe