AO VIVO Rodrigo Furtado, da XP Asset, fala sobre uma oportunidade no mercado de ações

Rodrigo Furtado, da XP Asset, fala sobre uma oportunidade no mercado de ações

Menos pessimismo

Fitch revisa projeções e espera tombo menor de PIBs do Brasil e do mundo em 2020

Agência melhorou projeção de queda do PIB do Brasil em 2020, de 7% para 5,8%; para o mundo, passou de queda de 4,6% para 4,4%

(Shutterstock)

Destacando recuperação econômica mais rápida do que o esperado, a Fitch revisou para cima sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) global em 2020, de queda de 4,6% para contração de 4,4%.

“A China já recuperou seu nível de PIB anterior à pandemia e as vendas no varejo de EUA, França e Reino Unido agora ultrapassam os níveis de fevereiro”, lembra a agência de classificação de risco, em comunicado emitido nesta terça-feira (8).

Por outro lado, a instituição não acredita em uma “recuperação em V” da economia global. “Choques no desemprego estão à frente na Europa, as empresas estão cortando investimentos e o distanciamento social continua a restringir diretamente os gastos do setor privado”, disse Brian Coulton, economista-chefe da Fitch.

PUBLICIDADE

De acordo com a agência de classificação de risco, o ritmo de reabertura econômica começa a desacelerar em todo o mundo.

“Com o coronavírus ainda não contido, distanciamento social e restrições ainda vão arrastar mais a atividade global”, acrescenta Coulton.

Especificamente sobre o Brasil, a Fitch revisou a estimativa para a atividade de queda de 7% para recuo de 5,8% em 2020, destacando indicadores econômicos melhores que o esperado e a gradual reabertura da economia. Por outro lado, agência reduziu a estimativa para o PIB de 2021, de alta de 3,5% para de 3,2%.

EUA

A Fitch revisou, por sua vez, para cima sua projeção para o PIB dos Estados Unidos em 2020, de queda de 5,6% para contração de 4,6%.

Os EUA devem levar 18 meses, contando a partir do ponto mais baixo de atividade, registrado em abril, para retomar o nível do PIB do quatro trimestre de 2019, segundo cálculos da agência de classificação de risco. Isso porque o setor de transporte e lazer – que corresponde a 10% do PIB americano – ainda não passou pela recuperação vista na indústria e comércio varejista no país.

Zona do Euro

A Fitch ainda revisou para cima sua projeção para o PIB da zona do euro em 2020, de queda de 9% para contração de 8%. Além disso, reduziu sua estimativa para o tombo na atividade do Reino Unido, de -11,5% para -9%.

PUBLICIDADE

A zona do euro deve levar 30 meses, contando a partir do ponto mais baixo de atividade, registrado em abril, para retomar o nível do PIB do quarto trimestre de 2019, segundo cálculos da agência de classificação de risco.

“Esperamos que o desemprego aumente significativamente no segundo semestre na zona do euro e no Reino Unido, à medida que os subsídios ao emprego são reduzidos”, aponta a Fitch, em nota.

(Com Agência Estado)

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.