BC americano

Federal Reserve de NY oferece mais de US$ 1,5 trilhão em liquidez ao mercado de títulos

Autoridade monetária anuncia medidas para diminuir o impacto do coronavírus no mercado

SÃO PAULO –  O Federal Reserve regional de Nova York aumentou o tamanho de suas operações de recompra nesta quinta-feira (12),  de forma a resolver as interrupções “altamente incomuns” nas negociações do Tesouro.

A autoridade monetária vai oferecer mais de US$ 1,5 trilhão em liquidez ao mercado monetário através de operações de recompra reversa. Pelo cronograma, ela oferta nesta quinta US$ 500 bilhões em títulos de operações de recompra de três meses. Na sexta-feira, serão US$ 500 bilhões em títulos de três meses e US$ 500 bilhões em títulos de um mês.

Anteriormente, a instituição já havia ampliado as suas operações overnight diárias em US$ 75 bilhões nesta semana, além de uma elevação de US$ 25 bilhões nas operações de duas semanas.

PUBLICIDADE

O acordo de recompra é quando uma parte empresta dinheiro em troca de um valor quase equivalente dos títulos, geralmente notas do Tesouro. Esse mercado existe para que empresas que possuem muitos títulos, mas pouco dinheiro, possam emprestar dinheiro a baixo custo. Ela permite também que as partes com muito capital obtenham um pequeno retorno com pouco risco, uma vez que mantêm os títulos como garantia.

Segundo o Fed de NY, o portfolio de títulos que podem ser comprados nestas operações será ampliado para acomodar o volume de oferta de liquidez. Após o anúncio, o contrato de dólar futuro com vencimento em abril de 2020 virou para queda mas, minutos depois, voltou a ser negociado em leve alta, de 0,50%, a R$ 4,847, mas ainda longe dos R$ 5 que bateu no início da sessão.