Pandemia

Farmacêutica americana Teva negocia parcerias para fabricar vacinas anticovid, diz CEO

Gigante de medicamentos genéricos ofereceu sua capacidade de fabricação nos EUA, Europa e em outros países para acelerar os esforços de imunização em massa

arrow_forwardMais sobre
(Reprodução/Teva)

(Bloomberg) — A Teva Pharmaceutical Industries está em negociações com fabricantes de vacinas contra a Covid-19 para ajudar a produzir e distribuir imunizantes em meio à maior demanda.

A gigante de medicamentos genéricos ofereceu sua capacidade de fabricação nos Estados Unidos, Europa e em outros países para acelerar os esforços de imunização em massa no combate à pandemia, disse o CEO Kare Schultz na quarta-feira.

“Temos uma grande rede mundial de capacidade de fabricação”, desde o desenvolvimento de substâncias medicamentosas subjacentes até a de colocar soluções em frascos esterilizados, conhecido como processo de enchimento e envase, disse o executivo em entrevista. “Há um número limitado de fábricas que podem realizar esse tipo de produção, e leva tempo para construí-las.”

A preocupação com restrições de oferta levou algumas farmacêuticas que não estão na corrida das vacinas a oferecerem parcerias. A francesa Sanofi e a suíça Novartis fecharam acordo para ajudar a produzir a vacina desenvolvida pela parceria da BioNTech e Pfizer.

Schultz não quis comentar com quais fabricantes de vacinas a Teva poderia trabalhar, pois as conversas ainda estão em andamento. A empresa está equipada para fabricar os ingredientes ativos usados nas vacinas de RNA mensageiro fabricadas pela Moderna e pela Pfizer-BioNTech.

A Teva já fechou um acordo com o governo israelense para distribuir vacinas da parceria Pfizer-BioNTech e da Moderna. O ritmo de vacinação em Israel supera as campanhas de outros países, com 63,8 doses administradas a cada 100 pessoas, de acordo com o rastreador de vacinas da Bloomberg. Duas doses são necessárias para proteção total com os imunizantes agora em uso.

A Teva opera em todas as partes do processo de distribuição em Israel, onde tem sede, como o armazenamento da cadeia de frio para vacinas com regimes de duas doses que devem ser mantidas congeladas e transportadas para 400 centros de vacinação em todo o país.

“Também temos capacidade de distribuição nos Estados Unidos e ficaríamos mais do que felizes em ajudar lá”, disse Schultz.

A Teva possui mais de 60 unidades ao redor do mundo, onde produz medicamentos sem patente, genéricos especiais e biossimilares. Schultz disse que também estaria disposto a trabalhar com desenvolvedores de tratamentos antivirais.

PUBLICIDADE

Já pensou em ser um broker? Esta série gratuita do InfoMoney mostra como entrar para uma das profissões mais bem remuneradas do mercado. Deixe seu e-mail abaixo para assistir.