América Latina

Ex-guerrilheiro e populista disputarão 2º turno na Colômbia

Gustavo Petro e Rodolfo Hernández se enfrentarão em 19 de junho

Por  ANSA Brasil -

(ANSA) – O ex-guerrilheiro de esquerda Gustavo Petro e o empresário de extrema direita Rodolfo Hernández vão disputar o segundo turno das eleições presidenciais na Colômbia, marcado para 19 de junho. Petro, ex-prefeito de Bogotá, senador e líder da coalizão de esquerda Pacto Histórico, obteve 40,32% dos votos no primeiro turno, no último domingo (29), resultado em linha com a maioria das pesquisas.

Já Hernández, milionário independente e ex-prefeito Bucaramanga, surpreendeu e alcançou 28,15%, deixando para trás o candidato da direita tradicional, o ex-prefeito de Medellín Federico Gutiérrez (23,91%).

Analistas concordam que Hernández, 77 anos, foi o grande vencedor do primeiro turno, alcançando uma votação expressiva mesmo com uma campanha simples e quase totalmente feita nas redes sociais, com slogans anticorrupção e sem debates com adversários.

Além disso, o pleito impôs uma dura derrota para os partidos da direita tradicional, para o “uribismo”, linha política ligada ao ex-presidente Alvaro Uribe, e para o impopular mandatário Iván Duque, que apoiava a eleição de Gutiérrez. Já Petro, 62, se confirmou como a maior chance de a esquerda chegar ao poder pela primeira vez na Colômbia, mas agora precisará convencer ao menos parte do eleitorado moderado e conservador de que Hernández não encarna a real mudança de que o país precisa.

“Agora é necessário encontrar o 1 milhão de votos que me faltam para conquistar a presidência”, disse o ex-guerrilheiro. Hernández, por sua vez, prometeu se empenhar para fazer da Colômbia um “país com oportunidade para todos e no qual o governo trabalha pelo bem-estar dos mais necessitados”. (ANSA)

Compartilhe