Novo líder

Euro supera dólar como moeda de pagamento pela 1ª vez desde 2013

Obstáculos comerciais, recessão e a desarmonia política renovaram pressão para reduzir a parcela de pagamentos internacionais em dólares

arrow_forwardMais sobre
500 Euro banknotes.
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — O euro foi a moeda mais usada para pagamentos globais no mês passado, a primeira vez em que ultrapassou o dólar desde fevereiro de 2013.

Dados da Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais (Swift, na sigla em inglês), que coordena mensagens de pagamentos internacionais para mais de 11 mil instituições financeiras em 200 países, mostraram que a moeda única da União Europeia e o dólar foram seguidos pela libra esterlina e pelo iene japonês. O dólar canadense ultrapassou o yuan da China e ocupou a quinta posição, segundo a Swift.

Obstáculos comerciais, a recessão provocada pela pandemia e a desarmonia política renovaram a pressão para reduzir a parcela de pagamentos internacionais em dólares. O dólar se desvalorizou mais de 11% desde o pico de março, segundo um índice da Bloomberg que monitora uma cesta com as principais moedas, e muitos observadores projetam maior desvalorização.

Aprenda a investir na bolsa

O dólar continua a ser a principal moeda de financiamento, com cerca da metade de todos os empréstimos e títulos de dívida internacionais denominados na verdinha, disse o Banco de Compensações Internacionais em relatório de julho. Cerca de 85% de todas as transações de câmbio são realizadas contra o dólar e representam 61% das reservas internacionais oficiais, disse o BIS, acrescentando que cerca da metade do comércio internacional é faturado na moeda americana.

A Swift divulga os dados em seu RMB Tracker mensal sobre os avanços do renminbi para se tornar uma moeda internacional.

Cerca de 37,82% das transferências em dinheiro via Swift foram realizadas em euros no mês passado, a maior proporção desde fevereiro de 2013. É um aumento de mais de 6 pontos percentuais em relação ao final do ano passado.

O uso do dólar americano caiu cerca de 4,6 pontos percentuais em relação a dezembro, para 37,64% das transações no mês passado. O dólar atingiu o pico de 45,3% em abril de 2015. Juntas, as moedas britânica, japonesa e canadense responderam por 12,25% das transações em outubro.

A participação do yuan caiu para 1,66% das transações, o pior desempenho desde abril. A moeda chinesa estava em 35º lugar em outubro de 2010, quando a Swift começou a rastrear moedas dessa forma. O yuan ficou entre as seis primeiras em 2014, e tem uma média geral de pouco menos de 2% de participação global desde então.

O lado desconhecido das opções: treinamento gratuito do InfoMoney ensina a transformar ativo em fonte recorrente de ganhos – assista!

PUBLICIDADE