EUA finalizam retirada das tropas do Afeganistão após 20 anos

Saída foi confirmada pelo Pentágono um dia antes do prazo final

ANSA Brasil

(Pixabay)

Publicidade

(ANSA) – Os últimos aviões militares dos Estados Unidos deixaram o Afeganistão na segunda-feira (30) com tropas e funcionários da embaixada de Cabul a bordo, faltando um dia para acabar o prazo acordado com o Talibã, informou o Pentágono.

As decolagens marcam o fim de duas décadas de ocupação americana no país do Oriente Médio. A última aeronave C-17 decolou à meia-noite (horário local) do aeroporto internacional de Cabul.

Em pronunciamento, o chefe do Comando Central dos EUA, órgão responsável pelas operações militares, general Kenneth McKenzie, informou que o embaixador americano no Afeganistão está no voo.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“A retirada desta noite significa tanto o fim da evacuação de material militar quanto o fim de quase 20 anos de missão que começou no Afeganistão logo após o 11 de setembro”, anunciou McKenzie.

Segundo o general, esta “é uma missão que levou Osama bin Laden à justiça junto com muitos conspiradores da Al-Qaeda”. “O custo foi de 2.461 militares e civis americanos mortos e mais de 20 mil feridos, incluindo, infelizmente, os 13 fuzileiros navais mortos por um homem-bomba na semana passada”, concluiu.

O Pentágono confirmou também que “não resta um único soldado americano” no Afeganistão, todos deixaram o país, mas admitiu que não foi capaz de evacuar todas as pessoas que esperava tirar da nação asiática.

Continua depois da publicidade

O grupo fundamentalista islâmico Talibã, por sua vez, está celebrando o fim da evacuação com tiros e gritos em toda a cidade de Cabul. Segundo a imprensa americana, os disparos foram ouvidos principalmente nos principais postos de controle dos rebeldes.

Além disso, o Talibã, que voltou ao poder no último dia 15 de agosto, assumiu o controle do aeroporto, que estava sob comando dos militares americanos desde a queda do governo afegão para o grupo extremista, e afirmou que agora o país finalmente se tornou independente.

“Esta noite, exatamente à meia-noite, os últimos soldados americanos deixaram o aeroporto de Cabul e nosso país alcançou a independência completa. Louvado seja Deus”, disse o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid. (ANSA)

Para entender como operar na bolsa através da análise técnica, inscreva-se no curso gratuito A Hora da Ação, com André Moraes.