Crise no Mar Vermelho já afeta cruzeiros de turismo que utilizam o Canal de Suez

Grandes operadoras, como Royal Caribbean e MSC cancelaram algumas viagens ou passaram a mudar itinerários para evitar as áreas onde a milícia Houthi tem atacado navios

Roberto de Lira

Publicidade

Além do transporte marítimo comercial, a crise de segurança no Mar Vermelho causada pelos ataques da milícia Houthi do Iêmen começa a afetar também o setor de turismo. Algumas operadoras de cruzeiros cancelaram ou estão ajustando seus itinerários para a região, segundo informações da Reuters.

A Royal Caribbean disse em um comunicado na quinta-feira (18) que cancelou duas viagens até agora. Uma saindo de Mascate, em Omã, para Dubai, que deveria ocorrer de 16 a 26 de janeiro, e outra de Dubai para Mumbai, que estava marcada para 26 de janeiro a 11 de fevereiro.

A operadora também alterou na semana passada o itinerário de um cruzeiro entre Aqaba, na Jordânia, e Mascate, para desembarcar hóspedes em uma cidade portuária perto de Atenas.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A operadora suíço-italiana MSC Cruzeiros também anunciou na quarta-feira (17) que cancelou três viagens agendadas para abril da África do Sul e dos Emirados Árabes Unidos para a Europa devido à crise do Mar Vermelho.

Enquanto isso, a italiana Costa Cruzeiros disse à Reuters que as rotas “permanecem inalteradas” e apenas dois de seus cruzeiros programados para passar pelo Mar Vermelho em março e abril podem ser afetados. Já a Carnival CCL.N disse que sua equipe de segurança global está trabalhando com especialistas em segurança global e governos para priorizar a segurança, podendo ajustar seus itinerários, se necessário.

No site da Royal Caribbean ainda é possível encontrar opções de cruzeiros que passam pela região. Uma passagem para um trajeto de 15 noites, por exemplo, sai por cerca de R$ 4,8 mil. O itinerário sai da Itália, passando pela Grécia e atravessa o Canal de Suez rumo à Jordânia, encerrando o trajeto em Dubai.

Continua depois da publicidade

Um outro, com valor de cerca de R$ 8,2 mil, sai de Dubai, passa pelo Egito e chega a Chipre, encerrando na Grécia, em 18 noites.