RADAR INFOMONEY Por que a Bolsa sobe e o PIB cai? O Ibovespa segura os 120 mil pontos, diante do caos na economia?

Por que a Bolsa sobe e o PIB cai? O Ibovespa segura os 120 mil pontos, diante do caos na economia?

Situação é grave

Brasil registra novo recorde diário de mortes por Covid com mais 3.780

Máxima anterior de óbitos para o mesmo período havia sido verificada na última sexta, quando foram notificadas 3.650 mortes

arrow_forwardMais sobre
(Reprodução/Teva)

SÃO PAULO (Reuters) – O Brasil registrou nesta terça-feira um novo recorde de mortes por Covid-19 em um único dia, ao contabilizar mais 3.780 óbitos, cifra que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 317.646, informou o Ministério da Saúde.

A máxima anterior de óbitos para um período de 24 horas havia sido verificada na última sexta-feira, quando foram notificadas 3.650 mortes.

Além disso, também foram contabilizados nesta terça 84.494 novos casos de coronavírus, com o total de infecções confirmadas no país avançando para 12.658.109, de acordo com o ministério.

Em seu pior momento desde o início da pandemia de Covid-19, o Brasil lidera o mundo no número médio diário de novas infecções e mortes registradas, sendo responsável por um em cada sete casos e um em cada quatro óbitos notificados em todo o mundo a cada dia, segundo levantamento da Reuters https://graphics.reuters.com/world-coronavirus-tracker-and-maps/pt/countries-and-territories/brazil.

Considerando apenas as contagens absolutas, o Brasil fica abaixo somente dos Estados Unidos tanto em número de óbitos quanto em registros de casos.

Com o recorde desta sexta, a média móvel de 14 dias para as notificações de óbitos no Brasil avançou para 2.540, enquanto a média para a contagem de casos foi a 75.330, segundo os números do Ministério da Saúde.

Dados publicados pelo Imperial College de Londres nesta terça-feira mostraram que a atual taxa de contágio pelo coronavírus no Brasil é de 1,12, o que significa que cada 100 pessoas com o vírus contaminam outras 112.

Embora represente uma queda em relação à semana anterior, quando figurava em 1,23, o índice ainda aponta para um avanço da doença no país, uma vez que só há desaceleração do contágio quando a taxa permanece abaixo de 1.

Estado mais afetado pelo coronavírus em números absolutos, São Paulo atingiu as marcas de 2.446.680 casos e 73.492 mortes, incluindo um recorde de 1.209 óbitos notificados nas últimas 24 horas.

PUBLICIDADE

Minas Gerais é o segundo Estado com maior número de infecções pelo coronavírus registradas, com 1.111.893 casos, mas o Rio de Janeiro é o segundo com mais óbitos contabilizados, com 36.432 mortes.

O governo ainda reporta 11.074.483 pessoas recuperadas da Covid-19 e 1.265.980 pacientes em acompanhamento.

Quer descobrir como é possível multiplicar seu capital no mercado de Opções? O analista Fernando Góes te mostra como na Semana 3×1, evento online e 100% gratuito. Clique aqui para assistir.