Mais um passo

Brasil recebe primeiro carregamento com insumos da China para vacina da AstraZeneca

Fiocruz espera receber mais ingredientes neste mês para produzir um total de 15 milhões de doses da vacina desenvolvida em conjunto Oxford

arrow_forwardMais sobre
(Pexels)

RIO DE JANEIRO (Reuters) – Um primeiro carregamento com 88 litros dos ingredientes ativos para produção da vacina da AstraZeneca para Covid-19 no Brasil chegou da China neste sábado (7),  em um evento bastante aguardado à medida que o país busca impulsionar seu programa de imunização.

Os insumos serão enviados de avião para o Rio de Janeiro, onde a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) poderá utilizá-los para começar a finalizar e envasar 2,8 milhões de doses.

A Fiocruz espera receber mais ingredientes neste mês para produzir um total de 15 milhões de doses da vacina desenvolvida em conjunto com a Universidade de Oxford.

A vacina da AstraZeneca é o pilar central do programa de vacinação federal brasileiro e o governo encomendou material suficiente para que a Fiocruz fabrique até 100 milhões de doses.

O Brasil começou a imunização de sua população de 210 milhões com a vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac Biotech e com 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca prontas para uso importadas da Índia no mês passado.

A Pfizer entrou na sexta-feira com pedido de registro definitivo para sua vacina no Brasil. A AstraZeneca solicitou em 29 de janeiro a aprovação definitiva para seu imunizante.

O presidente Jair Bolsonaro, que diz que não vai tomar nenhuma vacina, porque já foi infectado com o vírus e assim estaria imune, tem sofrido pressão devido à lenta e desequilibrada evolução inicial do programa de vacinação do país, que está em meio a uma segunda onda de infecções.

Bolsonaro já se referiu ao vírus como “gripezinha”, mas seu governo tem enfrentado cada vez mais críticas pelo modo como tem lidado com a pandemia, que já matou mais de 231 mil pessoas no Brasil, o segundo maior número de mortes no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

O Instituto Butantan disse também neste sábado que começou a finalização e envase de 8,6 milhões de doses da vacina da Sinovac, a chamada CoronaVac, com ingredientes que chegaram da China na quarta-feira.

PUBLICIDADE

O Butantan afirmou que espera receber mais um carregamento dos insumos na quarta-feira, o que permitiria a produção de mais 8,7 milhões de doses.

Profissão Broker: série do InfoMoney mostra como entrar para uma das profissões mais estimulantes e bem remuneradas do mercado financeiro em 2021. Clique aqui para assistir