Apelo a caminhoneiros

Bolsonaro anuncia redução de R$ 0,04 no PIS/Cofins do diesel

Para compensar a perda de arrecadação, governo deixará de conceder uma isenção tributária a um determinado setor, que não foi revelado

SÃO PAULO –  O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (13) que haverá uma redução de quatro centavos no PIS-Cofins cobrado sobre o litro do diesel combustível, passando de R$ 0,31 para R$ 0,27.

Segundo ele, a decisão foi tomada nesta terça, após a concordância do ministro da Economia, Paulo Guedes. O corte será possível porque o governo, para compensar a perda de arrecadação, deixará de conceder uma isenção tributária a um determinado setor, que não foi revelado.

“O que eu decidi hoje e o Paulo Guedes concordou. Nós pegamos uma isenção – não vou entrar em detalhes aqui – e deixamos de dar essa isenção para tal setor. E o que nós fizemos com isso aí? Nós apontamos, sinalizamos para reduzir o PIS/Cofins do diesel, que está em 31 centavos e vamos passar para 27”, disse durante cerimônia de sanção da medida provisória de capitalização da Eletrobras.

“O transporte está na alma da nossa economia. Se encarece muito, o preço é sofrido nas prateleiras. É uma classe grande a dos caminhoneiros, que não parou na pandemia e que devemos a eles, assim como ao agronegócio e outros setores, a vida da nossa economia”, completou.

Quer entender o que é o mercado financeiro e como ele funciona? Assista à série gratuita “Carreira no Mercado Financeiro” e conheça o setor da economia que paga os melhores salários de 2021.