Boletim Focus: Projeções de inflação para 2023 e 2024 caem e estimativas para o PIB avançam

Estimativa do IPCA para este ano recuou de 4,93% da semana passada para 4,86%, enquanto a de 2024 caiu de 3,89% para 3,86%

Roberto de Lira

Publicidade

As projeções dos analistas de mercado para a inflação de 2023 e de 2024 interromperam um sequência de altas e caíram nesta semana, enquanto as estimativas para o crescimento do PIB nos dois anos continuaram a avançar, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (18) pelo Relatório Focus do Banco Central.

Inflação

A estimativa do IPCA para este ano recuou dos 4,93% da semana passada para 4,86%, enquanto a previsão para a inflação para 2024 caiu de 3,89% para 3,86%. A projeção de inflação para 2025 está em 3,50% há oito semanas, a mesma estimativa de 2026, que permanece em 3,50% nos últimos 11 Boletins Focus.

Especificamente para os preços administrados, as projeções do IPCA para 2023 sobem há oito semanas seguidas. A estimativa para este ano avançou de 10,10% para 10,20%. Há um mês, essa projeção estava em 9,93%. Pra 2024, no entanto, a projeção recuou de 4,28% para 4,27%, enquanto a de 2025 avançou de 3,81% para 3,93%. A estimativa para 2026 se mantém em 3,50% há oito semanas.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

PIB

A mediana das projeções para a evolução o PIB de 2023 avançou de 2,64% para 2,89%, enquanto a projeção para 2024 subiu de 1,47% para 1,50%. A projeção para 2025, no entanto, recuou de 2,0% para 1,95%, enquanto a de 2026 permaneceu nos mesmos 2,0%.

Selic

As projeções para a taxa básica de juros (Selic) para este ano e os dois próximos estão inalteradas há seis semanas. A estimativa para o final de 2023 continuou em 11,75%, enquanto a projeção para 2024 foi mantida em 9,0% e a de 2025 permaneceu em 8,50%. A de 2026, por sua vez, está nos mesmos 8,50% há sete semanas seguidas.

Câmbio

A estimativa para o dólar em 2023 caiu de R$ 5,0 para R$ 4,98 na semana. A projeção para 2024 recuou de R$ 5,02 para R$ 5,00, enquanto a de 2025 ficou nos mesmos R$ 5,10. A projeção para 2026 subiu de R$ 5,15 para R$ 5,18.

Continua depois da publicidade

Resultado primário

A projeção para o resultado primário em 2023 se mantém nos mesmos patamares há 10 semanas consecutivas, mas piorou ligeiramente para os anos seguintes. Para este ano, a mediana das estimativas permaneceu em um déficit de -1,0% do PIB. Para o ano que vem, no entanto, passou de -0,71% do PIB para -0,73%. A estimativa de déficit para 2025, por sua vez, saiu de -0,50% do PIB para -0,55%. A de 2026 foi de -0,30% para -0,35% do PIB.

Dívida pública

Para a dívida líquida do setor público, a projeção para 2023 avançou de 60,40% do PIB para 60,50% do PIB, enquanto a de 2024 recuou de 63,90% do PIB para 63,80%. A de 2025 caiu de 66,0% do PIB para 65,80%, e a de 2026 também melhorou, saindo de 68,0% do PIB para 67,70% do PIB.

Balança comercial

A projeção para a balança comercial brasileira em 2023 avançou de um superávit de US$ 70,10 bilhões para um saldo positivo de US$ 70,40 bilhões. A estimativa para 2024 se mantém em US$ 60 bilhões há nove semanas, enquanto a de 2025 subiu de US$ 59,80 para US$ 60,0 bilhões . A estimativa da balança para 2026 avançou de US$ 59 bilhões para US$ 59,50 bilhões.