Boletim Focus: projeção de inflação para 2024 tem nova queda e a do PIB é mantida

A estimativa do IPCA para 2024 recuou de 3,86% para 3,81%, enquanto a previsão para a inflação de 2025 continua em 3,50% há 27 semanas; projeção para o PIB deste ano continua em 1,60%

Roberto de Lira

Publicidade

A projeção para a inflação de 2024 feita por analistas voltou a mostrar queda nesta semana, enquanto a estimativa para o PIB se manteve ante a semana anterior, segundo dados divulgados nesta terça-feira (30) pelo Relatório Focus do Banco Central. A divulgação foi adiada em um dia devido à operação padrão adotada pelos funcionários do BC.

Inflação

A estimativa do IPCA para 2024 recuou de 3,86% para 3,81%, enquanto a previsão para a inflação de 2025 continua em 3,50% há 27 semanas. A estimativa para 2026 também permaneceu nos mesmos 3,50%, nível igual ao dos últimos 30 Boletins Focus, o mesmo nível esperado para a inflação de 2027.

A projeção para os preços administrados dentro do IPCA neste ano também manteve a trajetória de queda, passado de 4,16% para 4,13% na semana. Para o ano que vem, a estimativa caiu de 4,0% para 3,98, enquanto a de 2026 subiu de 3,50% para 3,52%. A projeção para 2027 se manteve em 3,50%.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A estimativa para o IGP-M em 2024 recuou de 4,04% para 4,02%, enquanto a de 2025 se manteve em 3,99%. Já a estimativa para 2026 se manteve em 4,0% e a de 2027 subiu de 3,85% para 3,90%.

PIB

A mediana das projeções para a evolução o PIB para 2024 se manteve em 1,60%. A projeção para 2025 também foi mantida em 2,0% pela sétima semana seguida e a de 2026 está em 2,0% há 25 semanas consecutivas. A estimativa também está em 2,0% em 2027, há 27 semanas.

Selic

Novamente, as projeções para a taxa básica de juros (Selic) não sofreram alterações em todo o horizonte da pesquisa. A projeção para 2024 permaneceu em 9,00%, segundo os analistas. A estimativa para 2025 se manteve em 8,50% e a projeção para 2026, por sua vez, continua nos mesmos 8,50% há 25 semanas seguidas. A de 2027 também ficou em 8,50%.

Continua depois da publicidade

Câmbio

A mediana das projeções para o dólar em 2024 se manteve em R$ 4,92. A de 2025, por sua vez foi mantida em R$ 5,00 e a aposta para 2026 permaneceu em R$ 5,05. A estimativa para 2027 também foi mantida, em R$ 5,10.

Resultado primário

A projeção para o resultado primário em 2024 permaneceu em -0,80% do PIB. A projeção para 2025, por sua vez, continuou em -0,60% do PIB. A projeção para 2026 foi mantida no déficit de -0,50% do PIB e a de 2027 piorou, passando de um déficit de -0,20% do PIB para -0,28% do PIB.

Dívida pública

Para a dívida líquida do setor público, a projeção de 2024 caiu de 63,80% do PIB para 63,60%. A de 2025 também recuou, de 66,20% do PIB para 66,0% do PIB. A de 2026 caiu de 68,60% para 68,40% do PIB. A de 2027 recuou de 70,0% do PIB para 69,81% do PIB.

Balança comercial

A projeção para a balança comercial brasileira em 2024 subiu pela terceira semana seguida, de US$ 76,90 bilhões para US$ 78,45 bilhões, enquanto a de 2025 se manteve em U$ 70,0 bilhões. A estimativa para 2026 cresceu dos US$ 71,0 bilhões da semana passada para US$ 71,50 bilhões. Para 2027, a projeção se manteve nos mesmos US$ 74 bilhões.