Mais uma novidade

BC aprova figura de iniciador de transação de pagamento com capital mínimo de R$ 1 mi

Questionado se o Whatsapp seria considerado iniciador de transação de pagamento, o BC respondeu que "cada situação deve ser avaliada especificamente"

(Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

BRASÍLIA (Reuters) – O Banco Central divulgou nesta quinta-feira que aprovou a constituição de uma nova modalidade de instituição de pagamento, denominada iniciador de transação de pagamento, em que o agente em questão não participa do fluxo financeiro.

Para obter o aval da autoridade monetária, a instituição interessada deverá integralizar e manter capital mínimo de 1 milhão de reais.

Segundo o BC, o serviço ofertado por esse tipo de instituição consiste na “iniciação de uma transação de pagamento ordenada pelo usuário final, relativamente a uma conta de depósito ou de pagamento, comandada por instituição não detentora da conta”.

Aprenda a investir na bolsa

Em nota, a autarquia defendeu que a nova instituição permitirá a ampliação da abrangência do open banking e informou que, pelo baixo risco associado à atividade de iniciação de pagamento, a instituição que prestar serviço exclusivamente nessa modalidade terá um processo de autorização para funcionamento próprio e mais rápido.

O BC disse ainda que qualquer instituição iniciadora de transação de pagamento poderá comandar uma transação do Pix –sistema de pagamentos instantâneos que começará a funcionar em novembro — em qualquer instituição detentora de conta de depósito ou de pagamento.

De acordo com o BC, isso significa que a instituição estará apta a ser um participante direto, mas ainda terá que cumprir as regras do arranjo Pix.

Questionado se o Whatsapp seria considerado iniciador de transação de pagamento em seu pedido para operar no Brasil, o BC respondeu que “cada situação deve ser avaliada especificamente”.

O BC suspendeu o serviço anunciado pelo Whatsapp, o Facebook Pay, em 23 de junho.

Emissoras de moeda eletrônica

Em resolução desta quinta-feira, o BC também instituiu a exigência de que, a partir de março de 2021 as instituições de pagamento emissoras de moeda eletrônica passem a ser previamente autorizadas pelo BC a funcionar.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

PUBLICIDADE