BCs do mundo

Bancos centrais da Europa, Inglaterra, Japão e Suíça reduzem frequência de operações de swap cambial com Fed

A nova configuração entra em vigor em 1º de julho deste ano

arrow_forwardMais sobre

Pouco menos de três meses após lançarem linhas de swap cambial com vencimento de sete dias junto ao Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), visando ampliar a liquidez em dólares, quatro bancos centrais anunciaram nesta sexta-feira, 19, que vão reduzir a frequência das operações coordenadas, que eram diárias, para três vezes por semana.

De acordo com comunicado conjunto, Banco Central Europeu (BCE), Banco da Inglaterra (BoE), Banco do Japão (BoJ) e Banco Nacional da Suíça (SNB, na sigla em inglês) decidiram por alterar o programa, diante do que chamaram de “melhoria nas condições de financiamento” na moeda americana.

A nova configuração entra em vigor em 1º de julho deste ano.

PUBLICIDADE

Por outro lado, não serão alteradas as ofertas semanais de linhas de swap cambial com vencimento em 84 dias. As autoridades ainda garantiram que estão prontas para reajustar, se preciso, a provisão de liquidez em dólares, de acordo com as condições de mercado.

Em 20 de março, os bancos centrais supracitados e o Banco do Canadá (BoC) anunciaram ação coordenada junto ao Fed para ampliar a oferta da moeda americana no sistema financeiro, à época muito estressado com o início das previsões sombrias em torno dos impactos econômicos da pandemia de covid-19.

Na oportunidade, as autoridades monetárias ressaltaram que as linhas eram instrumentos para aliviar tensões nos mercados, “em meio a um quadro de grande volatilidade com o coronavírus e seus impactos na economia mundial”.

Invista na carreira mais promissora dos próximos 10 anos: aprenda a trabalhar no mercado financeiro em um curso gratuito do InfoMoney!