Alta na arrecadação

Arrecadação federal tem melhor resultado para o primeiro bimestre desde 2000, diz Receita

O resultado veio acima da expectativa de arrecadação de 124,9 bilhões de reais, segundo pesquisa Reuters com analistas

arrow_forwardMais sobre
moeda de R$ 1 notas de R$ 50 e R$ 100 real dinheiro
(Shutterstock)

BRASÍLIA (Reuters) – A arrecadação federal registrou crescimento real de 4,3% em fevereiro sobre o mesmo mês do ano passado, somando 127,7 bilhões de reais, mostraram dados da Receita Federal divulgados nesta segunda-feira.

O resultado veio acima da expectativa de arrecadação de 124,9 bilhões de reais, segundo pesquisa Reuters com analistas.

No acumulado dos dois primeiros meses do ano, a arrecadação avançou 0,81% em termos reais, a 308 bilhões de reais. Em nota, a Receita afirmou que o dado de fevereiro e o do bimestre foram os melhores para os respectivos períodos desde 2000.

De acordo com o órgão, o resultado de fevereiro reflete fatores não recorrentes, como recolhimentos extraordinários de 6,5 bilhões de reais do IRPJ/CSLL em janeiro e fevereiro de 2021.

As compensações tributárias, por outro lado, aumentaram em 83% em fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado e 51% no período acumulado.

O órgão também pontua que, sem considerar os efeitos de fatores não recorrentes, além da alteração do PIS/Cofins cobrado sobre combustíveis, verifica-se acréscimo real de 6,23% no mês de fevereiro, e acréscimo real de 4,67% no bimestre.

Participe do Treinamento gratuito Scalper Pro e entenda como extrair lucro e controlar riscos na Bolsa em operações que duram minutos ou segundos! Inscreva-se aqui.