Dados da Receita

Arrecadação em junho soma R$ 181,040 bilhões, alta de 18% em 1 ano, diz Receita

No primeiro semestre, a arrecadação federal somou R$ 1,089 trilhão, o maior volume para o período desde o início da série histórica

Por  Estadão Conteúdo -

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 181,040 bilhões em junho. O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 17,96% na comparação com o mesmo mês de 2021. O resultado superou a mediana das estimativas na pesquisa Projeções Broadcast, de R$ 175,106 bilhões, cujo piso era de R$ 145 bilhões e o teto mostrava R$ 182,300 bilhões.

Em relação a maio deste ano, houve aumento de 8,77% no recolhimento de impostos. O valor arrecadado no mês passado foi o maior para meses de junho desde o início da série histórica.

No primeiro semestre, a arrecadação federal somou R$ 1,089 trilhão, o maior volume para o período desde o início da série histórica. O montante representa um avanço real de 11% na comparação com os primeiros seis meses do ano passado.

As desonerações concedidas pelo governo resultaram em uma renúncia fiscal de R$ 39,630 bilhões no primeiro semestre deste ano, valor maior do que em igual período do ano passado, quando ficou em R$ 31,753 bilhões. Somente em junho as desonerações totalizaram R$ 10,057 bilhões, também acima do registrado no mesmo mês de 2021 (R$ 5,709 bilhões).

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe