Primeiras falas

Alberto Fernández toma posse como presidente da Argentina e pede unidade para “novo contrato social”

“Queremos um Estado presente construtor de justiça social”, ressaltou o novo presidente

Alberto Fernández e Cristina Kirchner (Foto: Nicolas Aboaf)

BUENOS AIRES, 10 DEZ (ANSA) – O peronista Alberto Fernández tomou posse nesta terça-feira (10) como novo presidente da Argentina, tendo como sua vice a ex-mandatária e ex-primeira-dama Cristina Kirchner.

Em seu discurso de posse, Fernández pediu unidade para que se crie “um novo contrato social de fraternidade e solidariedade”, ressaltando que “a economia e a estrutura social estão em um estado de fragilidade extrema”. “As deficiências da democracia são resolvidas com mais democracia”, disse.

“Queremos um Estado presente construtor de justiça social”, ressaltou.

PUBLICIDADE

A cerimônia de posse ocorreu na sede do Congresso Nacional, em Buenos Aires, que foi tomada por uma multidão e por uma forte mobilização de sindicatos.

Colaboradores próximos a Fernández disseram à ANSA que se espera uma “festa popular” em vários pontos da capital ao longo do dia.

Fernández ordenou que a Prefeitura de Buenos Aires retire uma barreira diante da Casa do Governo, na emblemática Praça de Maio, que tinha sido colocada pelo antecessor Mauricio Macri para conter protestos.

O Brasil foi representado na cerimônia de posse pelo vice-presidente Hamilton Mourão. (ANSA)