Celesc (CLSC3)

CELESC ON N2

error_outline Atualizado 19/05/22 às 16h00. Delay 15 min
arrow_downward

56,49

-0.01%

56,49

56,49

16.947,00

Fechamento anterior 56,50
Abertura 56,49
Negócios 2,00
Volume$ 16947
Mín — Máx (Dia) 56,49 - 56,49
Variação (Dia) -0.01%
Variação (Mês) -1.75%
Variação (2022) -5.42%
Variação (52 semanas) -16.75%

Invista com corretagem zero

Sobre Celesc

Sigla: CLSC3

Tipo: Ações

Setor: Energia E Saneamento

Receita Líquida R$ 11,49 B
Lucro Líquido (LL) R$ 623,87 M
Margem Líquida 5.42%
Ebitda R$ 1,07 B
Margem Ebitda 9.32%
Ativo Total R$ 12,91 B
Dívida Bruta R$ 2,58 B
Dívida Líquida R$ 880,1 M
Patrimônio Líquido (PL) R$ 2,84 B
Índice de preço sobre lucro (P/L) 3,49
Retorno sobre o PL (ROE) +21.91%
Retorno sobre o Capital (ROIC) +9.97%

A Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A.) é uma empresa do setor elétrico. Ela atua com destaque nas áreas de distribuição e geração de energia. Também possui negócios na distribuição de gás, transmissão de energia, água e saneamento, entre outros.

Em 2019 a empresa atendia mais de 3 milhões de unidades consumidoras na área de distribuição. Já o setor de geração possuía capacidade de 107 MW, com um parque gerador próprio formado por 12 usinas.

Até 2019, seu acionista majoritário era o Estado de Santa Catarina, detentor de 50,2% das ações ordinárias da Companhia, correspondentes a 20,2% do Capital Total.

Até a metade dos anos 1950, as necessidades energéticas em Santa Catarina eram supridas por pequenos e médios sistemas elétricos regionalizados. Em 1955, por meio do Decreto Estadual nº 22, o Governador Irineu Bornhausen criou a Celesc.

Inicialmente a empresa funcionou como órgão de planejamento do sistema elétrico estadual. Depois, assumiu o papel de holding e começou a incorporar o patrimônio das antigas empresas regionais. Esse processo se deu ao longo dos anos 1960, quando a empresa ainda inaugurou 5 usinas.

Em 1973, a Empresa ingressou no mercado financeiro abrindo seu capital com ações negociadas na bolsa, então Bovespa. Ao longo dos anos 1970 o foco foi a ampliação do sistema de distribuição de energia, que seguiu na década de 1980. Nos anos 1990 a Celesc iniciou um processo de participação societária em outras empresas de infraestrutura.

Estruturada como Holding em 2006, a Empresa possui duas subsidiárias integrais, a Celesc Geração S.A. e a Celesc Distribuição S.A.. Ela ainda detém o controle acionário da SCGÁS, DFESA, ECTE, CASAN e do projeto da Usina Hidrelétrica Cubatão S.A..

A Celesc está listada na B3, no segmento Nível 2 de governança corporativa, com ações ordinárias (CLSC3) e preferenciais (CLSC4). Também está no mercado fracionado (CLSC3F e CLSC4F).

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na XP Investimentos – é grátis!

Dados complementares fornecidos pela

Com dinheiro