Aeris (AERI3)

AERIS ON NM

error_outline Atualizado às 17h15. Delay 15 min
arrow_downward

3,59

-0.55%

3,55

3,66

54.344,04

Fechamento anterior 3,61
Abertura 3,65
Negócios 1.008,00
Volume$ 54344,04
Mín — Máx (Dia) 3,55 - 3,66
Variação (Dia) -0.55%
Variação (Mês) -27.47%
Variação (2022) -46.01%
Variação (52 semanas) -58.01%

Invista com corretagem zero

Sobre Aeris

Sigla: AERI3

Tipo: Ações

Setor: Outros

Receita Líquida R$ 2,34 B
Lucro Líquido (LL) R$ 47,39 M
Margem Líquida 2%
Ebitda R$ 235,32 M
Margem Ebitda 10.02%
Ativo Total R$ 3,1 B
Dívida Bruta R$ 1,47 B
Dívida Líquida R$ 731,43 M
Patrimônio Líquido (PL) R$ 995,26 M
Índice de preço sobre lucro (P/L) 58,06
Retorno sobre o PL (ROE) +4.76%
Retorno sobre o Capital (ROIC) +5.28%

A Aeris é uma produtora de pás para turbinas de energia eólica, sendo a maior fabricante do país, criada em 2010.

A companhia tem duas fábricas no complexo de Pecém (CE). Segundo a Aeris, cerca de 70% do potencial eólico do Brasil está a menos de 500 quilômetros dessas unidades, onde produz equipamentos para Vestas, General Electric, Nordex e WEG.

A oferta de novas ações girou R$ 834,6 milhões; a empresa informou que o montante será destinado para modernizar suas duas fábricas e elevar sua capacidade, atualmente na casa das quatro mil pás por ano, parte disso voltada para exportação.

Além disso, acionistas pessoa física venderem fatias correspondentes a R$ 294,6 milhões na oferta secundária. Com isso, a transação movimentou R$ 1,13 bilhão.

Segundo o prospecto preliminar do IPO, a companhia quer aproveitar o crescimento da geração de energia eólica no mundo, que pode apresentar um avanço anual de 4% de 2019 a 2029, de acordo com pesquisa da Wood Mackenzie. A Aeris também acredita no fato de o Brasil ser indicado como detentor de umas das melhores condições geográficas do planeta para geração de energia pelo movimento dos ventos.

A Aeris totalizou uma receita líquida de R$ 753 milhões no primeiro semestre de 2020, equivalente a uma alta de 27% ante mesmo período do ano anterior. Além disso, afirmou que, em 2023, pretende ser uma das 500 maiores empresas do Brasil.

Dados complementares fornecidos pela

Com dinheiro