Em cosan

Receita líquida da Cosan avança no trimestre, totalizando R$ 6,1 bilhões

No mesmo período, companhia registrou prejuízo líquido de R$ 17,1 milhões, frente a um lucro de R$ 2,29 bilhões no trimestre anterior

Cosan Açúcar e álcool
(Divulgação )

SÃO PAULO - A Cosan (CSAN3) terminou o primeiro trimestre do ano fiscal de 2013 com receita líquida de R$ 6,1 bilhões, um crescimento de 18,1% na comparação com o período anterior. A companhia, no entanto, registrou um prejuízo líquido de R$ 17,1 milhões, frente a um lucro de R$ 2,29 bilhões no mesmo período do ano anterior.

Já o Ebitda (geração operacional de caixa) ajustado, que exclui os efeitos de formação da Raízen, foi de R$ 426,7 milhões, queda de 15,1% utilizando a mesma base de comparação. Também mostrou contração a margem Ebitda (Ebtida/Receita Líquida), que foi de 9,7% para 7,0%, um recuo de 2,7 pontos percentuais. 

Guidance
A companhia manteve o guidance para o exercício social de 2013, que teve início em 1º de abril de 2012 e terminará em 31 de março de 2013. Durante o período, ela espera atingir uma receita entre R$ 26 bilhões a R$ 29 bilhões, com um capex (investimentos em bens de capital) entre R$ 2,1 bilhões e R$ 2,4 bilhões. 

A meta da Cosan leva em consideração as operações detidas pelo grupo Cosan, que atualmente incluem a Raízen Energia, Raízen Combustíveis, Rumo e outros negócios. 

 

Contato