Em conteudo-patrocinado / seguro-de-vida

Seguro de vida personalizado é tendência no mercado brasileiro. Veja como escolher o seu

Seguro de vida individual personalizado possibilita adequar a proteção baseada nas necessidades de cada cliente

Quem decide montar um planejamento financeiro por meio de uma carteira de investimentos encontra diversos fundos e diferentes produtos, conseguindo personalizar sua carteira de acordo com suas necessidades e estilo de vida. O que muitos não sabem é que, na hora de escolher um seguro de vida, a mesma lógica pode ser utilizada.

O seguro de vida individual personalizado possibilita adequar a proteção baseada nas necessidades de cada cliente e a cada momento de suas vidas, pagando o mesmo valor do seguro do início ao fim da vigência, sofrendo apenas atualização monetária – ou seja, não há ajuste financeiro por idade. “É uma modalidade que vem crescendo no país, onde o mais importante é entender e compreender o que o cliente precisa e aliar às coberturas possíveis”, explica Patrícia Gomes, sócia da Praisce Corretora de Seguros.

Segundo ela, a contratação desse tipo de produto, alinhado ao estilo de vida do cliente, é a estratégia ideal de um planejamento financeiro adequado. “Nesse tipo de contratação, o cliente pode explicar suas necessidades atuais e futuras, seu padrão de vida e tudo mais que o rodeia para obter uma cobertura que atenda perfeitamente o que ele precisa. A personalização do seguro de vida individual no Brasil é uma tendência”, afirma Gomes.

Você define o que quer

Se você se interessou, mas não sabe por onde começar, algumas dúvidas podem surgir. Com qual idade posso contratar um seguro de vida? O que devo levar em consideração?

Gomes explica que a partir dos 14 anos já é possível contratar esse tipo de produto, indo até 75 anos. “No entanto, a idade em que as pessoas mais procuram seguro de vida é entre 30 e 35 anos, quando estão construindo uma família, já têm algum patrimônio e querem se proteger. É uma fase em que se amadurece bastante e o medo de não estar presente para a família surge com mais força”, explica Gomes.

É um erro pensar que o seguro de vida é usado somente em caso de morte. Em qualquer uma das idades é possível usar o seguro de vida na ocorrência de  diversos eventos.

Há opções que incluem coberturas para situações como internações hospitalares, diagnósticos de determinadas doenças graves e até mesmo em casos de invalidez, entre outros.

Para contratar um seguro de vida, basta entrar em contato com um corretor. Vale dizer que a insegurança de boa parte das pessoas vem do receio de não receber a cobertura que pagou a vida inteira quando mais precisar. Por isso, contratar planos em boas seguradoras faz diferença. A Prudential Brasil, por exemplo, tem uma média de pagamento de benefício de 7 dias, após entrega de toda a documentação, e ainda  oferece várias opções para o cliente entender em quais situações da sua vida precisam de mais proteção ou auxílio.

“Seguro de vida é muito pessoal. É composto do planejamento de vida de cada um. Por isso é muito importante entender quais são as suas prioridades e pesquisar os produtos que uma seguradora de confiança oferece”, diz Gomes.

Quer entender melhor qual o seu estilo de vida atual e qual seria o melhor seguro? Clique aqui e faça um teste.

 

 

Contato