Smartphone

Xiaomi Mi 9 chega oficialmente ao Brasil: vale a pena comprar?

Smartphone topo de linha bate de frente com seus principais concorrentes, como Samsung e Apple, mas é no preço que o aparelho tem seu grande trunfo

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A inauguração da loja da Xiaomi em São Paulo contou com uma fila que superou 5 mil pessoas no último sábado. Teve gente esperando 45 horas na entrada do shopping Ibirapuera para conseguir comprar os produto da marca chinesa de forma oficial. Mas será que vale a pena tudo isso para comprar um produto com o logo “Mi”?

Fizemos a comparação da linha de smartphones, carro chefe da empresa, com os celulares de seus maiores concorrentes: Samsung, Apple e a também chinesa Huawei (que está de volta ao Brasil).

O principal celular da Xiaomi é o Mi 9. No critério preço, o aparelho ganha fácil dos concorrentes. Custando R$ 3.999 na loja oficial da empresa, o Mi 9 se torna uma boa opção para quem quer um aparelho de ótima performance, mas que consegue sair mais barato que os adversários de mais de R$ 5 mil.

As características do celular da Xiaomi são muito parecidas com as dos competidores. Mas, no detalhe, o Mi 9 acaba perdendo – mesmo que por pouco – para a maioria deles. O conjunto triplo de câmeras, o processador Snapdragon 855 e seu design elegante são excelentes para a maioria dos consumidores, mas podem deixar a desejar para quem quer o melhor disponível.

Design e tela

Com um acabamento em vidro na traseira e detalhes em alumínio nas laterais, o Mi 9 segue a mesma linha de design de seus concorrentes. A questão é que o aparelho não tem proteções extras em seu acabamento, o que o torna mais delicado que o Galaxy S10 da Samsung, por exemplo. Mas nada que uma boa capinha protetora não resolva.

Na tela, o dispositivo da Xiaomi tem um display AMOLED de 6,39 polegadas, maior que os do Galaxy S10 e do iPhone Xs. Só que sua resolução, de 2340 x 1080 pixels na proporção 19:5:9 e com densidade de 403 ppi, acaba perdendo bastante para os concorrentes, o que pode ser um problema para os mais aficionados e que buscam imagens melhores (confira detalhes na tabela abaixo).

Câmera

O Mi 9 tem um conjunto de três câmeras, com lentes de 48 MP e abertura f/1.8, 16 MP com abertura de f/2.2 e 12 MP com abertura de f/2.2. Sobre os vídeos, é possível gravar em 2160p a 30 ou 60 quadros por segundo ou 1080p a 30, 120 e 240 quadros por segundo.

Neste quesito, a chines consegue se sair melhor que o Galaxy S10 e o iPhone Xs por oferecer uma resolução melhor, mas perde de sua concorrente local, já que o Huwaei P30 Pro tem um conjunto maior, de quatro câmeras, e também uma utilização de software mais robusta no processamento das imagens.

Desempenho

A versão do Mi 9 que chegou ao Brasil tem 6 GB de memória RAM e armazenamento de 64 GB, além de uma bateria de 3.300 mAh. Neste sentido, o aparelho entrega algo muito parecido com qualquer outro da categoria, sendo fácil de utilizar aplicativos, jogar, ver vídeos e trocar de tarefas rapidamente sem travamento.

Veja também: o segredo do sucesso da Xiaomi: diversificar ao máximo

A bateria não é tão robusta quando ao do Huawei P30 Pro, mas o sistema pode compensar e levar os dois aparelhos a um tempo de uso parecido. É possível ainda encontrar opções superiores de RAM e armazenamento em todos os concorrentes.

Preço

Aqui a Xiaomi vence tranquila. O Mi 9 chega ao Brasil custando R$ 3.999 na loja oficial da empresa em São Paulo (na abertura houve uma promoção de R$ 2.799, enquanto todos os concorrentes estão em torno de R$ 5 mil ou mais.

O Galaxy S10 em sua versão mais básica custa R$ 4.999 na loja oficial da Samsung, enquanto o Huawei P30 Pro é encontrado em sites de varejo por R$ 4.900. O iPhone, por sua vez, custa 2,5 vezes mais que o smartphone da Xiaomi, saindo por R$ 7.299 na Apple Store do Brasil.

Conclusão

Olhando para os requisitos básicos citados acima, o Mi 9 se mostra um ótimo concorrente para os grandes nomes do mercado hoje. Apesar de não ser o melhor em nenhum quesito, ele se sai bem em todos os comparativos, conseguindo entregar um excelente desempenho, boas fotos e duração de bateria.

Assim, é no preço que o aparelho da Xiaomi deve ganhar uma grande parcela do mercado, com clientes buscando um dispositivo topo de linha, mas com um preço um pouco mais baixo.

Invista para realizar seus sonhos: abra uma conta gratuita na XP!

Vale lembrar ainda que a Xiaomi utiliza sua própria versão do Android nos aparelhos, com a interface MIUI. Em um primeiro momento já é possível ver muitas diferenças com a versão “natural” do sistema operacional, o que pode ser estranho para muitas pessoas. Existem algumas vantagens na MIUI, mas outros pontos podem incomodar muito, como o fato de existirem propagandas em algumas telas.

Comparativo

Especificações Xiaomi Mi 9 Galaxy S10 iPhone Xs Huawei P30 Pro
Tela 6,39 polegadas Amoled Full HD+ 6,40 polegadas Amoled Dinâmico 5,8 polegadas OLED 6,4 polegada OLED Full HD+
Processador Snapdragon 855 Samsung Exynos 9 Octa 9820 A12 Bionic Kirin 980
Câmera traseira Tripla de 48 MP + 16 MP + 12 MP Tripla de 12 MP + 16 MP + 12 MP Dupla de 12 MP Quadrupla 40 MP + 20 MP + 8 MP + ToF (Time of Flight)
Câmera frontal 20 MP 10 MP 7 MP 32 MP
Memória 64 GB e 6GB de RAM 128 GB com 8 GB de RAM ou 512 GB com 8 GB de RAM 64 GB, 256 GB ou 512 GB (RAM não informado) 256 GB e 8 GB de RAM
Bateria 3.300 mAh 3.400 mAh Não informa 4.200mAh
Preço R$ 3.999 R$ 4.999 R$ 7.299 R$ 4.900