5 câmeras

Xiaomi lança Redmi Note 9S no Brasil; preços partem de R$ 2.799

Novo aparelho da chinesa conta com 5 câmeras e tem estoque limitado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Xiaomi anunciou nesta segunda-feira (20) o Redmi Note 9S no Brasil por R$ 2.799,00 na versão de entrada de 64 GB, e R$ 2.999,00 na versão top de linha de 128 GB.

A pré-venda já começou no site oficial da empresa (mi.com/br) e vai até 23h desta segunda-feira (20) ou enquanto durarem os estoques – que conta com 160 unidades.

Um novo lote de aparelhos será anunciado mais para frente. Exclusivamente para os clientes que adquirirem o aparelho nesta segunda-feira o preço da versão de entrada será de R$ 1.799,00 e do modelo mais completo será de R$ 1.999,00.

PUBLICIDADE

Segundo Luciano Barbosa, head do projeto Xiaomi no Brasil, os celulares estão sendo comercializados no site oficial da marca e sairão da fábrica para serem entregues aos clientes até 31 de maio, dada as condições de pandemia que estamos enfrentando.

O aparelho já havia sido apresentado na China cerca de um mês atrás e o Brasil é o segundo país a receber o modelo. A linha Redmi Note é a intermediária premium da Xiaomi e já vendeu mais de 110 milhões de unidades no mundo, considerando todas versões.

Configurações gerais

Tela e processador

O smartphone tem tela LCD de 6,67 polegadas com resolução Full HD+ e foi apresentado em três cores: branco, cinza e azul.

A tela frontal é feita com o Corning Gorilla glass 5 e a mesma proteção é encontrada na parte traseira e nas lentes das câmeras. O aparelho tem 8,8 milímetros de espessura.

Em relação ao processamento e memória, o smartphone conta com o Snapdragon 720G, chip focado em games e chega nas versões de 4 GB ou 6 GB de memória RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento interno, mas é possível expandir a memória para até 512 GB com cartão de memória.

Bateria

A bateria é de 5.020 mAh com suporte ao carregamento rápido de 18 Watts – mais do que a bateria do Xiaomi Mi 10, que tem 4780 mAh, mas que ainda não tem previsão de chegar ao Brasil, segundo Barbosa.

Câmeras

PUBLICIDADE

O Redmi Note 9S é acompanhado com quatro sensores de câmera traseiros que ficam centralizados.

O principal deles tem 48 MP com uma lente wide. O segundo conta com uma câmera ultrawide (ultra-grande angular) de 8 MP e 119º de ângulo de visão, o terceiro tem uma lente macro de 5 MP e, por fim, o celular tem um sensor de profundidade e ToF 3D (sigla em inglês para “Time of Flight”, que consegue determinar a distância entre objetos a partir da emissão de luz) de 2 MP.

As câmeras permitem gravação de vídeo em diversas velocidades de ultra-lento até ultra rápido.

Ainda, o aparelho tem uma quinta câmera: a frontal, que tem 16 MP e permite selfie panorâmica.

É possível desbloquear o smarpthone por reconhecimento facial ou por biometria em sua lateral. Também conta com o infravermelho, como os outros celulares da linha Redmi Note, que permite controlar outros aparelhos na sua casa, como a televisão.

Preços

São duas versões disponíveis:

Redmi Note 9S com 4GB de RAM e 64GB de armazenamento: R$ 2.799 (na promoção desta segunda-feira por R$ 1.799)

Redmi Note 9S com 6GB de RAM e 128GB de armazenamento: R$ 2.999 (na promoção desta segunda-feira por R$ 1.999)

PUBLICIDADE

Barbosa afirma que os preços promocionais não são os padrões devido a logística complicada em meio à pandemia. “Apertamos o preço, cortamos a gordura e até um pouco da carne para oferecer esse valor da promoção – até porque o cliente vai receber até o fim de maio. Por isso, o valor é temporário”, diz.

Lançamento durante a pandemia

Barbosa afirma que a empresa decidiu manter o calendário de apresentação de produtos no Brasil, “porque a empresa está cada vez mais buscando diminuir o espaço entre o lançamento na China e o local”.

“Nosso DNA já é de enfrentar desafios e esse não é diferente. Estamos nos adaptando à logística, que passa por alguns problemas, naturalmente, mas achamos que o fã do Brasil merece o lançamento mesmo nas atuais circunstâncias”, diz.

Ainda, ele explica que a empresa teve problemas, mas que já conseguiu organizar a logística. “Incialmente tivemos atrasos na chegada de alguns produtos no país, mas conseguimos a estabilização. Fizemos ações e estamos melhorando o e-commerce para atravessar esse momento. Nossas lojas oficiais e 2.500 pontos de venda de produtos estão fechados e estamos pensando em alternativas. Entendemos o momento e a preocupação, mas nos mantemos firmes no calendário de expansão da empresa no Brasil”, afirma Barbosa.

Ele afirma que a expansão com operadoras e varejistas segue forte em 2020. “Muitas varejistas estão interessadas e estamos vendo um movimento de maior interesse na Xiaomi. Seguimos com força nesses canais neste ano”.

Barbosa acredita que o Redmi Note 9S é uma ótima aposta porque abrange vários públicos. “Tem uma boa bateria, conjunto de câmeras potentes e processador robusto. Então, os gamers, pessoas que querem usar no dia a dia e quem aprecia fotografia se sentem contemplados. A linha Redmi no geral vem fazendo sucesso pela combinação de telas grandes, baterias potentes e boas câmeras”, finaliza.

Veja:

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.