Venda de motos cresce 15% em 2010, diz Abraciclo

Foram vendidas às concessionárias 1,818 milhão de motos no ano passado, enquanto em 2009 houve a comercialização de 1,579 milhão de unidades

SÃO PAULO – As vendas de motos no mercado interno, que representam as negociações entre as fabricantes e as concessionárias, cresceram 15% em 2010, conforme divulgou a Abraciclo (Associação Brasileira de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) nesta sexta-feira (7).

Foram vendidas 1,818 milhão de motos no ano passado, ante 1,579 milhão de unidades comercializadas em 2009.

Levando em conta o mês, dezembro de 2010 registrou 119.498 unidades vendidas, número 32,8% menor que o registrado em novembro e 16,9% maior que o de dezembro de 2009.

“Os números mostram que o setor apresentou recuperação em relação ao ano de 2009. Agora, o momento é de trabalho para o crescimento sólido e constante”, declarou o presidente da Abraciclo, Jaime Matsui.

Produção
No que diz respeito à produção, em 2010, a indústria também cresceu (19%) frente a 2009. Foram fabricadas no ano passado 1,830 milhão de motos, contra 1,539 milhão do ano anterior.

Em dezembro do ano passado, por sua vez, foram produzidas 110.338 unidades, o que representa uma redução de 39,3% frente a novembro e aumento de 36,2% frente a dezembro de 2009.

Exportação
O levantamento revela ainda que, em 2010, as exportações apresentaram aumento de 14,3% na comparação com 2009, para 69.209 unidades.

Na comparação mensal, o mês de dezembro apresentou queda de 11,2% em relação a novembro, já que naquele mês foram exportadas 7,127 motocicletas e, no penúltimo mês de 2010, foram vendidas ao mercado externo 6.327. Frente a dezembro de 2009, quando foram comercializadas 7.165 unidades, houve queda de 11,7%.