O que vem por aí

Veja quais regiões da cidade de SP terão mais antenas na estreia do 5G

Tecnologia deve cobrir 25% da área urbana da capital paulista na primeira fase de implantação

Por  Estadão Conteúdo -

O sinal do 5G será ativado na cidade de São Paulo nesta quinta-feira (4). O aval foi confirmado, em reunião realizada nesta terça-feira (2), pelo grupo da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) responsável por acompanhar a limpeza de faixas para ativação da tecnologia no Brasil.

Segundo a Anatel, a maior concentração de antenas que vão espalhar o sinal da internet de quinta geração está no Centro Histórico, na região da Avenida Paulista e no Itaim Bibi (bairro nobre da zona oeste da cidade). Já os bairros da Aclimação, da Mooca e do Brás, por exemplo, terão cobertura menor no início do processo.

Pelas regras do edital do leilão do 5G, realizado no ano passado, as operadoras precisariam instalar uma antena a cada 100 mil habitantes no início das operações. Dessa forma, Tim, Claro e Vivo deveriam ativar 462 estações até o fim de setembro em São Paulo.

A Anatel disse que, até esta terça, já havia recebido 1.378 pedidos de licenciamento na faixa de 3,5 GHz, quase o triplo do total de antenas que deverão ser instaladas na capital paulista neste ano.

O número representa cerca de 30% do total de estações atualmente ativas (4.592) em São Paulo. Dessa forma, o grupo da Anatel estima uma cobertura 5G em 25% da área urbana de São Paulo na primeira fase de implantação da infraestrutura. A proporção é menor porque a propagação na faixa de 3,5 GHz tem menos alcance, explica o órgão regulador.

A agência também informou que foram instalados equipamentos para evitar interferências em 226 estações do Serviço Fixo por Satélite (FSS) e realizados testes para confirmar a operação livre de interferências.

Quinta cidade com 5G

A capital paulista será a quinta cidade a receber o sinal 5G no país, precedida de Brasília — que marcou a estreia da tecnologia, em 6 de julho — João Pessoa, Porto Alegre e Belo Horizonte.

A ativação da tecnologia nas capitais estava originalmente prevista para acontecer até 31 de julho, mas o prazo foi prorrogado por mais 60 dias — possibilidade prevista no edital do 5G — em razão da escassez de equipamentos importados da China, usados para barrar interferência do 5G com outros sinais de telecomunicação.

A previsão é de que, agora, todas as capitais tenham a tecnologia ativada até o fim de setembro. Na semana passada, o conselheiro Moisés Moreira, que preside o grupo responsável pelo acompanhamento da limpeza de faixas, afirmou que existe a expectativa de o trabalho ser concluído até o fim de agosto em todas as capitais.

As operadoras ainda teriam até o fim de setembro para ativar o sinal, mas isso pode acontecer antes, assim que as faixas forem liberadas. Até agora, nas cidades onde o 5G já foi autorizado, as teles ligaram o sinal em dois dias após o grupo da Anatel dar o aval para a ativação da tecnologia.

Com informações da Agência Brasil.

Planeje seus gastos
Baixe de graça uma planilha de controle financeiro para monitorar seus gastos mensais e acompanhar a evolução do seu orçamento ao longo do ano:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe