Tecnologia: tablets poderão ter impostos reduzidos no Brasil

Ministro das Comunicações se reunirá com diretoria da Abinee e discutirá o que é preciso fazer para baratear os equipamentos

SÃO PAULO – Os tablets poderão ser incluídos no “Computador para Todos”, programa que reduz impostos e barateia os computadores no Brasil. O governo federal já discute a inclusão com os setores envolvidos.

“Se incluirmos o tablet nesse programa, podemos baratear bastante”, afirmou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, durante o programa Bom Dia, Ministro.

De acordo com o ministro, a desoneração de impostos para computadores de mesa e notebooks aumentou o acesso da população aos produtos.

Em 2010, foram vendidos mais de 14 milhões de computadores fabricados no Brasil.

Reuniões
Bernardo se reunirá com a diretoria da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), nesta sexta-feira (4). “Vamos conversar com eles para ver o que precisamos fazer para baratear esses equipamentos. Qualquer medida que seja adotada será para toda a indústria”, explicou, conforme publicado pela Agência Brasil.

Na última quarta-feira (2), o ministro se reuniiu com a vice-presidente mundial para assuntos governamentais da Apple, Catherine Noveli. “A Apple nos procurou dizendo que sabia das iniciativas do governo federal e do potencial do mercado brasileiro”, disse Bernardo.

Segundo o ministro, a prioridade será dada aos produtos produzidos no Brasil.

O que é um tablet?
Tablets de mídia não incluem teclados físicos embutidos, mas usam uma caneta ou os dedos para navegação e para inserção de dados. Eles oferecem ainda uma grande variedade de aplicativos e formas de conectividade, diferenciando-se dos equipamentos voltados a apenas um tipo de função, como os leitores de livros eletrônicos (e-readers).

Apesar de os tablets serem dispositivos primordialmente voltados ao entretenimento, aplicativos de produtividade podem eventualmente torná-los úteis para consumidores corporativos e uso dentro das empresas.

PUBLICIDADE