App

Taxistas reclamam na Receita de concorrência desleal por aplicativos de celular

Entidade acusa os aplicativos de fechar contratos com grandes empresas para oferecer serviço personalizado de táxi sem recolher impostos e tributos como ISS, INSS e Imposto de Renda

Por  Estadão Conteúdo

A Associação Brasileira das Associações e Cooperativas dos Motoristas de Táxis (Abracomtáxi) protocolou nesta quarta-feira, 4, na Receita Federal pedido de investigação de concorrência desleal contra empresas de aplicativo para celulares utilizados para chamar táxis.

 

A entidade acusa os aplicativos de fechar contratos com grandes empresas para oferecer serviço personalizado de táxi sem recolher impostos e tributos como ISS, INSS e Imposto de Renda. O principal alvo da Abracomtáxi é o aplicativo Uber, que permite a qualquer pessoa com um automóvel oferecer serviço de transporte.

 

O diretor da associação, Daniel Sales, afirmou que as empresas de aplicativos atuam de forma irregular. “A gente quer a regulamentação da concorrência”, disse, após reunião com o secretário-adjunto da Receita, Luiz Fernando Teixeira Nunes.

 

O deputado Carlos Zaratini (PT-SP), que agendou o encontro, defendeu o pleito da associação. Segundo ele, o secretário-adjunto se comprometeu a investigar a irregularidade. “Ele disse que a partir dessa denúncia (da Abracomtáxi) vai autuar as empresas (de aplicativos)”, afirmou.

Compartilhe