SUPER LIVES Elena Landau (economista e ex-diretora do BNDES) e Cassiana Fernandez (economista-chefe do JP Morgan) debatem o cenário econômico e a agenda de reformas no Brasil

Elena Landau (economista e ex-diretora do BNDES) e Cassiana Fernandez (economista-chefe do JP Morgan) debatem o cenário econômico e a agenda de reformas no Brasil

Senha para contratação de consignado não virá mais impressa no contracheque

Informação só poderá ser obtida pelo portal Siapenet. Folha de janeiro, referente a dezembro, ainda terá a senha impressa

SÃO PAULO – A partir de fevereiro, os servidores públicos e pensionistas do INSS não encontrarão mais a senha de consignação impressa no contracheque.

A senha utilizada para contratação de empréstimos consignados só poderá ser obtida pelo portal Siapenet (Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos) – www.siapenet.gov.br. A decisão, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, de acordo com a Agência Brasil, é garantir a segurança dos servidores.

A senha ainda virá impressa na folha de pagamento deste mês, referente a dezembro. Ela servirá para contratação de empréstimos durante o mês de janeiro. Contudo, o usuário deve desbloqueá-la por meio da Central de Serviços do Sepro e utilizá-la em até 30 dias.

Com o novo procedimento, não será mais necessário o desbloqueio. Aqueles que ainda não utilizam o Siapenet devem procurar sua unidade de pagamento para cadastrar um e-mail, para, depois, se cadastrar no próprio portal. A partir dele, será gerada uma senha enviada para o endereço eletrônico do servidor.

Consignado
Em novembro de 2010, houve crescimento da participação do crédito consignado no total de crédito concedido às pessoas físicas, mostrou a última Nota de Política Monetária, divulgada em dezembro pelo Banco Central.

Mais atraente que outras modalidades, devido aos juros mais baixos, o consignado representou 60,6% do total de crédito naquele mês. Ao todo, o volume dessa modalidade registrou R$ 136,360 bilhões apenas em novembro, um avanço de 26,4% na comparação com novembro de 2009. Do montante de empréstimo consignado concedido, 86% são para servidores públicos.

Considerando os juros, eles se mantiveram estáveis entre outubro e novembro, ficando em 1,95% ao mês. Frente a 2009, a taxa dessa modalidade registrou queda de 0,06 ponto percentual. Para se ter uma ideia, os juros de outras modalidades de crédito pessoal chegaram a 3,93% ao mês no período.