Enel é multada em R$ 13 milhões por apagões no Rio de Janeiro

Caso a empresa não recorra da decisão, será aplicado um desconto de 25% na multa

Estadão Conteúdo

Logo da italiana Enel em sua sede em Milão. REUTERS/Flavio Lo Scalzo
Logo da italiana Enel em sua sede em Milão. REUTERS/Flavio Lo Scalzo

Publicidade

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça, multou a Enel Distribuição Rio em R$ 13,067 milhões em um processo administrativo sancionador que apurava a interrupção de serviço público essencial e demora no restabelecimento por parte da companhia. O órgão aplicou multa idêntica à Enel Distribuição São Paulo no começo de junho.

De acordo com despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU), a punição levou em consideração “a gravidade da prática infrativa, a extensão do dano causado aos consumidores, a vantagem auferida, a condição econômica da empresa e os princípios da razoabilidade e da proporcionalidade”.

Baixe uma planilha gratuita para calcular seus investimentos em renda fixa e fuja dos ativos que rendem menos

Continua depois da publicidade

Desconto da multa

Caso a Enel não recorra da decisão, será aplicado um desconto de 25% na multa.

A Senacon ainda remeteu o despacho ao Ministério de Minas e Energia e à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) “para sugerir avaliação da possibilidade das seguintes medidas adicionais”, como intervenção administrativa ou mesmo a revogação da concessão.