Em baixa

Produção de veículos no país cai 13,5% em novembro e atinge pior patamar desde a crise de 2015

Apesar do retorno às atividades da maioria das fábricas, o ritmo de produção continua prejudicado por causa da carência global de semicondutores no mercado

Por  Equipe InfoMoney -

A indústria automobilística nacional segue prejudicada pela carência global de semicondutores, um dos impactos mais diretos da pandemia de Covid-19 no setor.

Mesmo com uma ligeira melhora de 6,5% nas vendas ante outubro, os resultados de novembro ficaram muito aquém do esperado para o penúltimo mês do ano, tradicionalmente aquecido.

Foram licenciados 173 mil veículos, queda de 23,1% na comparação com o mesmo mês de 2020, o que representa o pior novembro dos últimos 16 anos, segundo dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Autoveículos).

Apesar do retorno às atividades da maioria das fábricas, o ritmo de produção contínua prejudicado. Em novembro foram produzidas 206 mil unidades, 15,1% a mais que em outubro, porém 13,5% a menos que em novembro de 2020, configurando o pior resultado para o mês desde a crise de 2015.

As exportações também não trouxeram alívio no mês passado, com apenas 28 mil unidades embarcadas, queda de
6% em relação ao mês anterior e de 36,3% sobre novembro do ano passado.

“Temos muitos veículos incompletos nos pátios das fábricas, à espera de componentes eletrônicos. Esperamos que eles possam ser completados neste mês, amenizando um pouco as filas de espera nessa virada de ano”, afirmou Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea.

O mercado dos veículos de transporte de carga vem obtendo resultados muito superiores aos dos modelos para passageiros. No acumulado do ano, caminhões cresceram 46,3%, picapes 28,4% e furgões 27,8%, quando comparados aos volumes dos primeiros 11 meses de 2020.

Por outro lado, automóveis recuaram 1,3%; vans cresceram 1,6% e ônibus subiram apenas 0,7%.

Planeje seus gastos
Baixe de graça a planilha de controle financeiro com todos os cálculos para monitorar seus gastos mensais e veja um resumo sobre a evolução do seu orçamento ao longo do ano:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe