Demitido

Presidente de banco é demitido por enviar fotos impróprias no “Snapchat”

No começo de março, o jornal britânico The Sun informou que Cullinan tinha enviado diversos “snaps” para sua filha de 18 anos, Bridget, nos quais dizia que estava “entediado” no trabalho

SÃO PAULO – O presidente do Royal Bank of Scotland, Rory Cullinan, deixou o posto no banco supostamente devido a um incidente envolvendo o aplicativo Snapchat.

No começo de março, o jornal britânico The Sun informou que Cullinan tinha enviado diversos “snaps” para sua filha de 18 anos, Bridget, nos quais dizia que estava “entediado” no trabalho.

As imagens foram enviadas com legendas incluindo “Não sou um fã de reuniões de conselho”, “Reunião chata” e “Mais uma reunião”.

As mensagens com fotos enviadas pelo aplicativo podem ser vistas apenas uma vez, por tempo determinado por quem enviou (até dez segundos). Entretanto, é possível tirar printscreen da tela do celular e, assim, salvar a imagem – e foi o que Bridget fez: salvou as imagens e depois as publicou no Instagram.

Semanas após as fotos terem sido divulgadas, o RBS anunciou um relatório que afirmava que Cullinan deixaria o banco no dia 30 de abril, mesmo que no dia 4 de março ele tenha sido promovido para liderar o braço investidor do banco.

Os motivos que levaram à saída de Cullinan, entretanto, não foram divulgados. Ross McEwan, CEO, afirmou apenas que “gostariam de expressar Rory por sua contribuição significativa para a reconstrução do RBS ao longo dos últimos seis anos”.

 

 Imagens: Reprodução Business Insider